Empreendedorismo

Concursada supera depressão pós-parto e faz paixão virar negócio

Atualizado em: 13/02/2017

cibele-paiva_la-belle-scens

Cibele Paiva era uma executiva apaixonada por perfumes. Concursada da Telefônica, foi a primeira mulher a ocupar um cargo de liderança na empresa e chegou a cobrir férias do diretor. Mas sua vida virou de cabeça para baixo com a chegada do seu bebê.

Cibele sofreu de depressão pós-parto, após desenvolver diabetes gestacional. Ela se sentia sobrecarregada, mas os projetos da empresa de implantar fibra óptica no Brasil para a Copa do Mundo não podiam esperar. “Ouvi inúmeras vezes que gravidez não era doença”, conta.

Durante os quatro anos seguintes à gravidez, Cibele teve crises de pânico a ponto de não conseguir subir no prédio da empresa e ser ajudada pelos bombeiros para entrar no elevador. Mesmo com apoio financeiro da empresa para arcar com o tratamento, sentia que aquela rotina não cabia mais na sua vida.

Quando finalmente conseguiu se desligar da empresa, quatro anos depois que o filho nasceu, Cibele precisava aliviar seu sofrimento. Começou, então, a estudar sozinha sobre perfumes no YouTube, sua paixão desde a época em que era gerente de loja, há mais de 15 anos.

Para se distrair, comprou 18 frascos para fazer sabonetes e difusores para dar de presente no Natal. Não passava pela sua cabeça transformar o amor por perfumes em negócio. “Meu plano era ser dona de casa, cuidar do meu filho e ficar bem. Não me via em outra situação naquele momento”, relata.

Mas nos dois meses seguintes, ela produziu mais 800 frascos para vender e faturou 18 mil reais. “Precisava de dinheiro para manter meu padrão de vida, mas foi aí que me dei conta que esse poderia ser um super negócio.”

Curso de perfumaria

Assim que percebeu que a perfumaria poderia ser levada a sério, Cibele quis estudar a fundo sobre o assunto para se transformar em uma profissional da área. Investiu o primeiro faturamento em cursos da Perfumaria Paralela, única escola de perfumaria do Brasil, em São Paulo. Aprendeu a criar fragrâncias e mergulhou em uma área nova, o marketing olfativo, que produz cheiros originais para marcas.

“Como tudo na minha vida, eu queria o melhor. Fiz todos os cursos que a escola poderia me oferecer, porque tinha certeza que o conhecimento agregaria valor ao meu negócio”, conta Cibele, que ainda tem planos de fazer pós-graduação na área.

Além dos 15 anos como concursada na Telefônica, Cibele também cursou três anos de engenharia civil, se formou na faculdade em sistemas de informação e fez pós-graduação em gerenciamento de projetos. Ainda fez uma especialização em plano de negócios e um curso de coaching. Ou seja, sua trajetória é rica de estudos e descobertas.

Tudo isso ajudou Cibele a montar a La Belle Scens, empresa especializada em aromatização profissional com sede em Santo André, na região metropolitana de São Paulo, e filial em Goiânia. A empreendedora desenvolve desde cheiros exclusivos para pequenos ambientes até projetos especiais, como aromas para avião e microondas.

O negócio tem cerca de 200 clientes fixos, entre empresas e pessoas fisicas. Para desenvolver um cheiro, a empresa cobra entre 800 reais e 3.000 reais, mas os projetos especiais chegam a custar 150 mil reais.

O que ela tirou de lição dessa história? Que nunca é tarde para recomeçar.

 

Fonte: EXAME.com

Empreendedorismo