Empreendedorismo

Bananeiras é modelo de desenvolvimento sustentável

Atualizado em: 01/02/2017

16195944_1251201181633027_8160928743128645032_n

Bananeiras é um dos municípios do Brejo Paraibano, situado a 130 km da capital João Pessoa e a 70 km de Campina Grande, na Serra da Borborema, a 552 metros acima do nível do mar.

No século XIX, Bananeiras foi o maior produtor de café da Paraíba e o segundo maior do Nordeste. As edificações do período colonial são preservadas e faz de Bananeiras uma cidade de patrimônio arquitetônico com mais de 80 edificações tombadas pelo IPHAEP – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba.

O Projeto “Bananeiras, cidade empreendedora”, é destaque da gestão municipal (2012/2016), e tem o objetivo de fortalecer a economia do município através do apoio aos micro e pequenos empreendedores, criando um ambiente favorável aos negócios, promovendo a qualificação profissional, a desburocratização dos serviços, o acesso ao crédito e à informação.

Surge um novo modelo de governança pública, um novo conceito para regular as relações entre os setores público e privado, entre mercado e a sociedade. É o exemplo de “Novo Governo” ou Governança Pública, uma nova forma eficaz, transparente e compartilhada de governar, visando uma solução inovadora dos problemas sociais, criando possibilidades de um desenvolvimento sustentável, para todos os participantes e aumentando a capacidade de empoderamento das instituições e do território.

Uma das características do “novo governo”, no município de Bananeiras, trata de fortalecer cada vez mais a cooperação com os cidadãos, as empresas e as entidades sem fins lucrativos na condução de suas ações, através do orçamento participativo.

É visível a transformação do governo municipal de Bananeiras, hoje considerado um governo ativador, que aciona e coordena outros atores a produzir com ele. Isso significa que a sociedade, o setor privado e o terceiro setor acabam sendo valorizados perante o setor público.

Outra característica do “novo governo” de Bananeiras trata da construção de uma nova institucionalidade com relação à gestão ambiental, apoio à comercialização, organização de microcrédito e uma agência de desenvolvimento local.

A piscicultura surge em Bananeiras como uma importante alternativa econômica, sendo hoje o maior produtor de tilápia do Estado da Paraíba. O projeto para construção de um Complexo de Beneficiamento de Pescado foi aprovado e firmado convênio com o Ministério da Pesca.

A finalidade da governança democrática é o desenvolvimento humano, traduzido como democracia, equidade social e desenvolvimento econômico. O principal objetivo da governança democrática é a coesão social, entendida como a “capacidade de organização e ação de um território para enfrentar seus próprios desafios econômicos, sociais, políticos, democráticos e de sustentabilidade”.

A gestão focada em “novo governo” possibilita que maior atenção seja dada às necessidades das pessoas, entre elas a educação, a saúde e os serviços sociais. Estes são fatores-chave para a geração de capital humano que, juntamente com o capital social, é a principal base de desenvolvimento econômico local.

Bananeiras também está investindo em projetos estruturantes, para um município turístico, inclusive em um Centro de Informações Turísticas, garantindo um melhor atendimento aos visitantes, bem como uma  maior eficiência e eficácia no uso dos recursos públicos, envolvendo os beneficiários na gestão dos projetos.

A cidade de Bananeiras foi a primeira a implantar o Programa e Eficientização da Iluminação Pública no Estado da Paraíba.  A ENERGISA, empresa distribuidora de energia, custeou a troca de mais de 80% do sistema de iluminação da cidade, tornando a iluminação pública mais moderna, eficiente, econômica e ambientalmente correta.

Faz parte ainda desse “novo governo” o fortalecimento da cultura popular e de bairro, para a realização de festas populares e atividades culturais, tais como: festejos juninos, arte cênica, grupos de dança, artesanato, gastronomia regional.

No calendário de eventos culturais de Bananeiras, merece destaque os Festejos Juninos, o Carnaval Tradição, o Natal Iluminado, os Caminhos do Frio – Rota Cultural que acontece na região do Brejo paraibano, o Festival de Sons e Sabores do Brejo, uma programação que integra música e gastronomia. Todos esses eventos têm o objetivo de gerar fluxo turístico e movimentar a economia local.

Bananeiras também está inserida no roteiro integrador – “Paraíba, 35 dias de Vivências e Experiências”, publicado pelo SEBRAE da Paraíba. Em breve também estará inserida na Rota Gastronômica do Brejo Paraibano, uma das ações do SEBRAE em 2017, em parceria com a ABRASEL/PB, PBTUR, Fórum de Turismo do Brejo, Prefeitura Municipal e ABATUR – Associação Bananeirense de Turismo.

Aos poucos vem se efetivando um “Novo Governo” ou Governança Pública, uma forma eficaz, transparente e compartilhada de governar, criando possibilidades de um desenvolvimento sustentável para a comunidade através do turismo e outras atividades econômicas.

A realidade dos condomínios residenciais em Bananeiras vem causando uma grande modificação espacial e econômica, com a geração de novos postos de trabalho, aprimoramento da mão de obra para melhor atender à demanda gerada pelos moradores e visitantes.

É essa população flutuante que dispõe da sua segunda residência em Bananeiras e que mantém um fluxo turístico em feriados, férias e finais de semana, estimula a implantação de empresas turísticas locais e de outros setores econômicos.

Em Bananeiras as atividades de vivências e experiências estão presentes na gastronomia, na história, nas artes cênicas, na música e na arquitetura.  Bananeiras tem o primeiro campo de Golfe da Paraíba e uma das vivências oferecidas ao turista são as oficinas de golfe.

A cidade é muito bem servida de restaurantes, a saber o “Terraço Lisboa – Bistrô e Café” que é uma experiência de gastronomia encantadora. “Ser Tapioqueiro por um dia” na Tapiocaria do Serginho, passa a ser uma das experiências únicas em Bananeiras.

É importante conhecer o Restaurante e a Pousada com Charme da Estação, um grande diferencial em equipamento turístico e serviços de qualidade, também inseridos na Rota Gastronômica do Brejo.

O Hotel Serra Golfe também é uma excelente opção de hospedagem, com 55 apartamentos, e seu restaurante Sabor da Serra tem uma adega e um cardápio que atende a uma clientela de bom gosto.

Um dos principais desafios do governo municipal, relativos ao futuro próximo (2017/2020), será viabilizar a política de moradia e de segurança pública. Também a geração de oportunidades de emprego, a qualificação do setor privado, visando internalizar o conceito de responsabilidade social, sustentabilidade ambiental e cooperação empresarial.

Ainda em 2017, será concluída a formatação da Rota Gastronômica do Brejo. Também será realizado pelo SEBRAE, o Curso Formação de Empreendedores em Visão Territorial Sustentável,  visando ampliar conhecimentos sobre desenvolvimento do território, que resultem em ações transformadoras e provoquem mudanças na cultura institucional.

Ampliar as alianças de cooperação para o desenvolvimento tecnológico, econômico, social, cultural e educativo, será uma das possíveis soluções para viabilizar, no município de Bananeiras, as transformações inovadoras, com sustentabilidade, equidade e pluralismo, cuja colaboração e confiança entre atores políticos, econômicos e sociais, muito contribuirá para os resultados de um “novo governo”.

 

Fonte: O Concierge

 

Empreendedorismo