Empreendedorismo

6 startups criadas ou lideradas por mulheres no Brasil

Atualizado em: 02/03/2017

startups

O empreendedorismo feminino aumentou 21% nos últimos 10 anos, mais que o dobro verificado entre os homens. No universo das Startups o cenário não é diferente, o número de mulheres que assumem o comando de startups é igualmente crescente, especialmente em países emergentes, segundo aponta o Índice de Desenvolvimento e Empreendedorismo Global de 2014, realizado em 30 países, incluindo o Brasil.

Esses dados foram divulgados na matéria “Cresce o número de startups lideradas por mulheres” do site Mercado Web Minas.

No Brasil vários eventos tem estimulado, apoiado e premiado Startups femininas, como por exemplo a Startup Farm, que atua no estímulo ao empreendedorismo feminino no Brasil com iniciativas como o SF Day Woman, que será realizado dia 9 de março no CUBO Coworking.

Ou o Sebrae, que apoia atividades direcionadas ao empoderamento feminino, como por exemplo dentro do Startup Weekend Women, cuja primeira edição no Brasil aconteceu em João Pessoa com o apoio do Sebrae.

Outra grande exemplo do empreendedorismo feminino no Brasil é a Rede Mulher Empreendedora, criada por Ana Lúcia Fontes, de forma independente, e que tem incentivado, apoiado e promovido o tema feminino em todo o Brasil, como o prêmio Mulheres Tech em Sampa, terceira edição promovida em 24 de janeiro de 2017, no Google Campus SP, uma iniciativa da Tech Sampa e da Rede Mulher Empreendedora.

 

sp tECH

Foto: Paula Lyn/Viva Rua

O prêmio Mulheres Tech em Sampa tece doze startups finalistas, que apresentaram seus pitchs para uma banca de jurados formada por especialistas e investidores, que elegeram as seis vencedoras.

Conheça as 6 startups vencedoras – fundadas ou lideradas por mulheres que irão dinamizar a participação feminina no ecossistema de startups brasileiro.

Beleza de Farmácia: Aplicativo de smart choice que auxilia a consumidora na decisão de compra de beleza, liderado por Maytê Carvalho.

NaHora.com: fundada por Alice Maia, Aline Deloya e Lucas Motta, a startup oferece passagens em cima da hora com até 50% de desconto para voos de baixa ocupação.

Celebrar.co: o time composto só de mulheres, incluindo a CEO Camila Fiorentino, usa tecnologia para tornar mais fácil e transparente a gestão de festas de formatura.

SoulVox: solução possibilita que pessoas com comprometimento na fala, possam voltar a se expressar de maneira mais humanizada, liderado por Thais Romanelli

Testr: Solução democratiza os testes de usabilidade ao simplificar os processos com uso da tecnologia, liderado por Elisa Volpato.

Vittude: O time liderado por Tatiana Pimenta, CEO e fundadora, conecta interessados em terapia a psicólogos que tenham  consultório próximo à sua casa ou trabalho.

As startups vencedoras irão receber mentorias, assessoria de imprensa, acesso a espaços de coworking e rodadas com investidores anjo. Além destes benefícios, o Airbnb irá oferecer às participantes a “Casa das Empreendedoras”, casa do site de aluguel de quartos e casas, que temporariamente receberá as empreendedoras e suas equipes para atividades de imersão em desenvolvimento de negócio. Outro prêmio especial oferecido pelo Airbnb à startup que apresentar melhor desempenho ao longo do Programa, é uma viagem à sede da empresa no Vale do Silício, onde receberá mentoria de executivos e executivas do Airbnb.

“A RME luta para melhorar a participação de mulheres na tecnologia e no ambiente de startups e aposta em ações como o Prêmio Mulheres Tech em Sampa, iniciativa que certamente contribuirá bastante para mudarmos este cenário”, diz Ana Fontes fundadora da RME.

Assista todos os pitches das doze participantes:

Fonte: Redação MF com informações da Rede Mulher Empreendedora

Empreendedorismo