Cotidiano

7 dicas para evitar que seu filho sofra com acidentes domésticos

Atualizado em: 27/07/2015

acidente-crianca-capa

Crianças em casa requerem sempre cuidados dobrados. Qualquer objeto aparentemente inofensivo pode se tornar altamente perigoso. Para evitar acidentes inesperados, a pediatra Sonia Liston, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, lista quais são as maiores ameaçar aos pequenos e como evitá-las.

Acidente em casa com criança

Embora possa parecer que apenas crianças que andam estejam sujeitas aos acidentes, a pediatra alerta que, na verdade, é quando o bebê começa a pegar objetos que os cuidados devem ser redobrados. “No primeiro ano de vida, os problema de maior gravidade envolvem a obstrução mecânica das vias áreas por alimentos ou pequenos objetos deixado são alcance deles”, explica.

As crianças maiores, no entanto, geralmente não se machucam em casa. Vizinhos, casa dos avós, centros de atividade, clubes e escolas estão entre os espaços de maior convivência e, portanto, neles os riscos são mais altos. “Os acidentes mais comuns são afogamentos em piscinas, queimaduras e intoxicações por produto perigosos ou medicamentos”, alerta Sonia.

Segundo a pediatra, a solução para evitar acidentes domésticos está em alertar para os riscos, de acordo com o nível de compressão de casa criança – além de estar sempre atento a reação dos pequenos.

  • Observe os acessórios do berço que possam causar estrangulamento: cordões, tiras de tecido e até peças de roupa podem ser perigosos.
  • Acompanhe a alimentação dos menores: eles podem engasgar e precisar de ajuda.
  • Verifique constantemente brinquedos com peças soltas ou que estão perto de quebrar: garanta que as peças não se soltarão enquanto eles brincam.
  • Garanta a proteção de escadas janelas, sacadas e terraços com telas ou grades.
  • Acompanhe os menores na movimentação pela cozinha, lugar onde mais acontecem os acidentes domésticos.
  • Acompanhe sempre crianças e adolescentes em piscinas, rios e mares e não dispense o uso de equipamentos de segurança como boias e coletes salva-vidas.
  • Em casos de acidente com algum objeto, leve a embalagem junto para a fácil identificação dos seus componentes.

No entanto, se mesmo com as medidas de prevenção acontecer algum acidente, a recomendação é ir para o pronto atendimento médico. “Caso ocorra algum acidente que cause dano à integridade física, o socorro médico mais próximo deve ser buscado o mais rápido possível”, orienta a especialista.

Fonte: Da Redação com Bolsa de Mulher

Cotidiano