Cotidiano

7 atitudes para se sentir segura na hora de uma negociação no trabalho

Atualizado em: 30/04/2015

atitudes-autossabotagem-trabalho-02_2

Se está com bons resultados na empresa e sempre é elogiada por seu chefe, talvez seja a hora de marcar uma reunião para negociar aquele aumento tão esperado (calma, não é tão difícil quanto parece). Com preparo e o discurso certo, você pode sair da conversa com boas notícias.

 

1. APAREÇA SEMPRE

Mostre-se disposta a ajudar em projetos, dê opiniões e passa na sala de seu chefe para oferecer e receber feedback. Quanto mais fizer isso, menos surpreendente para o gestor será quando quiser negociar um aumento ou promoção.

 

2. OLHE PARA A EMPRESA

Entenda a realidade da companhia em que trabalha, se ela está em um momento bom, com resultados satisfatórios e crescendo. “Se estiver em uma hora de crise, você pode ser percebida como insensível”, afirma Maria Candida, sócia da People & Results, especializada em carreira e cultura empresarial, de São Paulo.

 

3. CHEGUE PREPARADA

Faça uma lista com suas principais metas atingidas. “É importante também levar uma proposta de evolução, com objetivos de médio prazo”, diz José Roberto do Valle, presidente da Scotworkl, empresa de técnicas de negociação

 

4. DEFINA SEU OBJETIVO

Pesquise o mercado para saber a média que pagam para um cargo como o seu e defina sua meta. Além disso, pense em objetivos secundários, como suporte para cursos ou possibilidade de horário flexível, caso o aumento não role.

 

5. ESPERE O MOMENTO CERTO

“Tudo é a maneira de falar”, afirma Maria Candida. O ideal é começar falando sobre seu desempenho e resultados atingidos, se tiver um bom feedback, perguntar o que precisa para dar o próximo passo. É uma forma sutil de falar de algo delicado.

 

6. NÃO BLEFE

Não use uma proposta de emprego que não existe para conseguir um aumento. A honestidade é um dos pontos mais importantes em uma boa negociação. “A empresa pode aceitar a sua demissão e você acaba ficando sem nada”, diz José Roberto.

 

7. TENHA POSTURA

A maneira de se portar é tão importante quanto o que vai dizer. José Roberto sugere duas posturas: a de líder, para expor os objetivos com firmeza; e a de observador, para saber ouvir os contrapontos de seu chefe e mostrar seu ponto de vista.

 

Fonte: Da Redação com MdeMulher

Cotidiano