Cotidiano

10 COISAS QUE AS MULHERES AINDA NÃO APRENDERAM!

Atualizado em: 17/04/2015

ImagemPrincipal-2594

Coach destaca comportamentos femininos do cotidiano que podem atrapalhar os sucessos profissional e pessoal. Confira!

 

A cada dia vemos a ascensão feminina em diversos setores que antes nem se imaginava que uma mulher pudesse estar. E com isso, hoje, é possível percebermos oportunidades e espaços para elas em todos os âmbitos profissionais, independentemente de qual seja o segmento. Vemos mulheres engenheiras, diretoras executivas, motoristas e uma série de outras profissões que antes eram consideradas exclusivamente masculinas.

 

Não há como negar que incorporamos comportamentos e aprendemos inúmeras competências para entrar com os dois pés no mercado de trabalho. Atualmente, estamos tão ou até mais preparadas que muitos profissionais do sexo oposto. No entanto, por mais multifuncional que uma mulher possa ser, existem ainda comportamentos que precisam ser aprimorados. E outros precisam realmente ser aprendidos. Isso porque, quando se atinge o sucesso profissional pode existir a ilusão de que se sabe tudo e, então, deixamos de lado fatores importantes e decisivos que contribuem significativamente para o nosso bem-estar, a felicidade e o equilíbrio.

 

Isto ocorre porque a grande maioria das mulheres não se conhece em essência, é o que afirma a Leader Coach [especialista no desenvolvimento de pessoas] Cíntia Souza. Por mais incrível que pareça, falta autoconhecimento. E muito disso pode ser resolvido apenas com questões que só dependem de si mesma. Portanto, pare para anlisar, por exemplo, quantas vezes você toma decisões sem se dar conta do impacto desta escolha em sua vida? Você sabe o que realmente te motiva? O que te dá força para levantar todas as manhãs e seguir em frente? Você realmente se conhece? “Estas são perguntas fundamentais para a autopercepção”, destaca Cíntia.

 

Pensando nisso, Cíntia Souza elaborou uma lista com 10 comportamentos que as mulheres precisam mudar para, então, avançar em novos projetos e aceitar maiores desafios sempre seguras de que podem e têm direito a ter desejos e ambições. E, claro, conquistá-los! 

 

 

 

Em primeiro lugar sua inteligência!
Sua essência está dentro, e não fora de você.Parece óbvio, mas muitas mulheres ainda se preocupam com suas medidas corporais muito mais do que com a inteligência que possuem. E isso gera angústia!Quando se valoriza a importância dos padrões estéticos em vez dos pessoais, sua autoestima é quem acaba levando a pior. E quando isso acontece vale repensar sobre o que está fazendo a si mesma.

Opinião alheia!

Suas atitudes devem ser baseadas no que acredita e não naquilo que os outros vão pensar. Recuar com medo da opinião alheia é apenas uma forma de fazer com que o receio prevaleça, além de não permitir que você faça o que deve ser feito.O que os outros pensam sobre você é apenas uma opinião, o que se faz com isso é o que determinará sua felicidade. A escolha é sua!

Delegar tarefas!

Paciência é uma virtude aprendida dia após dia. Mas se por um lado somos pacientes demais, principalmente, quando se trata de algo que fazemos pelos outros mesmo eles podendo fazer por si mesmos, acaba se tornando uma forma de intolerância ou até mesmo insegurança, dependendo do caso.Quando não deixamos que o outro aprenda e até mesmo sofra um pouco com este aprendizado, estamos formando dependentes. E isso, além de cortar a autonomia prende nossa liberdade, pois será preciso estar sempre à disposição para o outro.Fazer tudo para o outro é uma forma de esquecer das suas próprias necessidades e isso, no futuro, pode trazer aquela sensação de que poderia ter feito mais coisas em sua vida.

Sentimento de culpa

Quantas vezes você já pediu desculpas por uma culpa que não era sua? Nós, mulheres, fazemos isto frequentemente, sem nem mesmo perceber.Esses dias, cheguei em meu escritório e minha secretária veio me falar: Arrumei sua mesa, desculpe se algo não ficou bom. Naquela hora olhei bem pra ela e perguntei: Por que você está me pedindo desculpas? Surpresa, ela respondeu meio gaguejando: Não sei, pode ser que alguma coisa não esteja do seu agrado.Percebe como isso pode ser paradoxalmente desnecessário? Naquele caso, ela estava me pedindo desculpas por um agrado que me fez e que, de fato, eu fiquei superfeliz, com exceção do fato de que ela me pediu desculpas.É preciso parar de pedir desculpas o tempo todo. Seja consciente, reformule a frase e, por mais tentador que possa parecer, pare de pedir desculpas o tempo todo.Existe momento certo para se desculpar e você saberá quando ele chegar. Mas enquanto isso não acontece, economize esta palavra e veja como sua vida pode se transformar.

Aceite elogios sem se justificar!

Por que ainda é tão difícil acreditar em sua competência? Você ainda acha que não é boa o suficiente para conseguir algo por meio de seu próprio esforço?Certa vez ouvi uma frase que jamais esqueci: “Sorte te leva até a metade do caminho, o resto é com você”.Por mais que a situação tenha favorecido certos resultados, saiba que todos os seus méritos foram conquistados por atitudes positivas suas. Portanto, pare de atribuir seu sucesso a fatores que jamais existiriam se você não estivesse lá.

Proteja-se contra quem “suga” suas energias!

É difícil pensar que pessoas que tanto amamos possam sugar nossa energia positiva. Mas o fato é que isso acontece com muita frequência.Saber onde está indo sua energia é fundamental para estar bem. Existem pessoas próximas que sugam energia fazendo chantagem emocional, forçando demandas desnecessárias e agindo com comportamentos que exigem mais do que podemos oferecer. É preciso saber identificar todas estas atitudes e cortar este cordão umbilical que sustenta tais comportamentos.Energia boa é aquela que te faz progredir e gerar ainda mais energia positiva para enfrentar novos desafios. O que te faz sentir o oposto deve ser tratado com cuidado.Não é apenas eliminar essas pessoas da sua vida, mas isolar o comportamento delas e não deixar que sugadores de energia levem o que te move.

Pedir ajuda

Muitas mulheres reclamam que homem não pede ajuda. Mas elas também não percebem que não costumam solicitar ajuda a outras pessoas.Vejo ainda inúmeras profissionais angustiadas com o que devem fazer, quando poderiam simplesmente compartilhar sua aflição com outra pessoa na tentativa de resolver o problema.Ficar calada não adianta, falar por falar também não. É preciso ser objetiva e pedir ajuda pontual quando for preciso.Contar com pessoas é essencial para trilhar um caminho de sucesso.

Dizer sim ao prazer, sexualidade e poder… sem culpa, nem vergonha!

É fácil dizer não a si mesma quando o que está em jogo é o próprio prazer, sexualidade ou até mesmo o poder. Isso porque, normalmente, “dizer sim” causa repressão, culpa e vergonha de si mesma a longo prazo, e não o contrário.Acreditar que você é impura ou ambiciosa demais ao ter desejos para si mesma é apenas uma forma de se boicotar, afinal, todo ser humano tem ambições.Estar em paz com a sua sexualidade é poder se libertar, saber o que quer e como quer. É uma forma de dizer ao mundo que você é alguém que tem voz e que não está no mundo para ser apenas uma coadjuvante desta vida.Portanto, não se reprima, fique em paz consigo mesma, com seu prazer e sua sexualidade. Esta é uma forma de poder que poucas pessoas possuem. Seja você uma delas!

Autoconfiança não é arrogância

Já dizia Jean Paul Sartre “O inferno são os outros”. É fácil identificar quando alguém é agressivo e arrogante.Mas seja sincera, quantas vezes você já percebeu estes comportamentos em suas próprias atitudes? Estar consciente de seus atos é uma boa maneira de aprender a lidar com a impulsividade e a prepotência que insiste em atravessar nosso caminho.Ser uma pessoa assertiva é dizer o que precisa ser dito, porém, sem a intenção de agredir ou ofender alguém. Ter autoconfiança é quando você acredita que é capaz, diferente da arrogância, que te leva a crer que somente você é capaz, desmerecendo assim quem está a sua volta.

Não espere pela aprovação de alguém!

Por que precisa da aprovação de alguém que não está nem aí para você? Ou pior, por que você ainda se importa para alguém que te trata mal?Pare de pedir aprovação de quem só quer te reprovar ou que faz de conta que você nem existe mais. Dar a si mesma o devido valor implica em deixar de correr atrás de amores passados e causas perdidas, você merece muito mais do que migalhas.A vida é farta e tem um banquete logo ali te esperando. Então, abra-se para novas oportunidades e pare de correr atrás daquilo que você sabe que não te faz bem.Até porque, ressaca moral e indigestão amorosa só caem bem em filmes de dramalhão romântico de mocinhas desprotegidas e desesperadas. E sabemos que este não é o seu caso, pois você é forte demais para se deixar abater! 

 

Fonte:  Da Redação com Tempo de Mulher

Cotidiano