Comportamento

Por que não é automático pensar em uma mulher no comando?

Atualizado em: 09/03/2017

woman-1245926_1280

 

Na noite desta quarta-feira (8), um enigma envolvendo um carro, um pai, um filho e a pessoa mais competente de um hospital, intrigou a internet.

Mas o fato mais interessante é que a história levanta uma questão muito importante, porque a maioria das pessoas não pensam em mulheres em cargos de chefia. Leia a matéria na integra abaixo.

 
A história que envolve um acidente de carro, pai, filho e a pessoa mais competente de um hospital intrigou a internet na noite que antecedeu o Dia Internacional da Mulher.

 

enigma-internet

Usuários do Facebook compartilharam a história pedindo que seus amigos comentassem o que pensavam ser a resposta do enigma, que só depois de muita especulação seria, então, revelado.

“Pai e filho sofrem um acidente terrível de carro.Alguém chama a ambulância, mas o pai não resiste e morre no local. O filho é socorrido e levado ao hospital às pressas. Ao chegar no hospital, a pessoa mais competente do centro cirúrgico vê o menino e diz:’Não posso operar esse menino! Ele é meu filho!’.”

Alguns apostaram que a resposta seria a adoção, que faria com que a criança tivesse dois pais (o biológico e o adotivo). Outros arriscaram a união homossexual, que faria com que o menino tivesse dois pais. Os religiosos buscaram uma explicação na fé. Apenas uma resposta não passou pela cabeça da maioria: a pessoa mais importante do centro cirúrgico era a MÃE do menino acidentado.

Reflexão sobre o Dia da Mulher

 

mulher-manifestacao-feminismo-11.16-1400x800-2

 

O viral despertou uma reflexão importante para o Dia Internacional da Mulher: por que não é automático pensar que uma mulher pode ser a pessoa mais importante dentro de um hospital?

Reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) só em 1975, o Dia da Mulher, comemorado em 8 de Março, existe para representar a luta histórica de uma classe que quer ser ouvida, que anseia por uma vida de igualdade e por uma sociedade mais justa.

 

Fonte: Portal Bolsa de Mulher

Comportamento