Mayara Almeida

Mayara Almeida

Psicóloga Clínica de Base Analítica, pelo Centro Universitário de João Pessoa - UNIPÊ - CRP 13/5938, atendendo, atualmente, em consultório, crianças, adolescentes e adultos. Especialista em Gestão de Pessoas pelo Instituto de Educação Superior da Paraíba – IESP. Foi aluna especial do mestrado em Psicologia Clínica, na Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP. Colaboradora de programas de TV e rádio em emissoras locais. Membro do grupo de escritores Sol das Letras (João pessoa/PB). Escritora no blog: www.mayaralmeida.blogspot.com. Autora e colaboradora de livros que apreendem conhecimentos e informações para apreciadores da psicologia e da literatura romântica: Cuidando do Ser Humano - Diversidades (2014); Entre Nós e Laços (2013); No Compasso do Amor (2011) e Psicanálise e Clínica com Bebês: Sintoma, Tratamento e Interdisciplina na Primeira Infância (2010).

A História das Palavras

máquina_de_escrever+chacomcupcakes

A História das Palavras que moravam no mundo real. Era uma vez algumas palavras. Um conjunto de palavras, um grupo coeso. Elas moravam em um lugar chamado Mundo Real. Vez ou outra alguns detalhes destoam no relacionamento, mas logo tudo estava resolvido.

Palavra adora ter significado, é seu maior desequilíbrio e pecado. Quando uma não informa bem, surge outra esperta buscando comunicar melhor. Sabendo disso, o Mundo Real, bem agitadinho e arteiro, ordenou a competição das palavras: quem falar melhor, será a melhor palavra. Era a oportunidade de mostrarem ao Mundo Real suas qualidades. Ficaram enfeitiçadas. Era a magia das palavras acontecendo, mas não de um modo bom. Cada uma por si quis impor suas habilidades. E quanto mais expunham individualmente, mais esqueciam do objetivo das palavras. Estavam enfeitiçadas pelo Mundo Real, e ficariam assim, até que decidissem mudar de atitude.

Começaram a ficar tristes, sem sentido, sem querer significar. Sozinhas eram apenas palavras. Juntas eram frases, ideias, textos, livros, reflexões. E por algum tempo, o Mundo Real ficou assim: contemplando o silêncio das palavras.

Mas um dia, veio o Trabalho em Equipe e ajudou as palavras a lembrarem qual era o objetivo de existirem. O feitiço foi quebrado e a Liderança, de mãos dadas com a Determinação, valorizou o Aprendizado, que sentiu Confiança para incentivar a Autonomia, repleta de Motivação e Persistência, a manter Disciplina, sempre com Harmonia e certa dose de Expectativa saudável. Com a ajuda da Criatividade foi possível alcançar a Superação, que já estava indo embora por causa de tanta confusão.

 

Mayara Almeida

Mais postagens de Mayara Almeida