Dani Rabelo

Dani Rabelo

Jornalista do WSCOM Online, sócia e editora-chefe do Portal Mulher de Fato, cantora nas horas vagas, tagarela, observadora, carioca da gema e pessoense de coração.

Eu, eu mesma e meus sapatos

dani_novo21

Para quem me conhece o que vou dizer não é novidade: ADORO SAPATOS. Objetos criados para proteger os pés, eles simplesmente me encantam, me seduzem, me fazer ter sonhos e pesadelos (hehehe). Nunca parei para contar quantos pares tenho (vai que eles param de se multiplicar), mas sei que não cabem em qualquer lugar, e para isso estou me planejando para fazer um cantinho somente deles.

Segundo um amigo meu, “tenho problemas com sapatos”. Na verdade, se eu tivesse problemas não teria tantos (hehehe). Para mim não existe preço, vai dos mais baratinhos até os mais caros (dentro das minhas po$sibilidades, claro!), porém, existe um carinho especial por certos modelos: scarpins, sapatinhas, peep toes, plataformas e sandálias. Não, eu não sou uma centopeia, e também não tenho parentesco com nenhuma, mas para mim, um calçado é como roupa: não dá para viver apenas com uma calça jeans e uma camisa básica branca.

Não sou muito ousada nas cores, transito entre os beges, beges, beges, pretos, azuis e floridos. Gosto de grandes saltos, como também de sentir a proximidade com o chão. Ah tá, então você me pergunta: E o conforto? Poderia ser politicamente correta e falar que “conforto é tudo”, mas a verdade é: Que mulher nunca comprou um sapato já sabendo que ele será o motivo do calo de amanhã? Acho lindo, compro, uso, faço cara de dor, coloco um curativo, suplico por uma cadeira, mas, não fico descalça jamais (hehehe).

Aviso aos homens que não se assustem, essa é a apenas uma parte do universo feminino. Sei que existem mulheres que conseguem colocar todos os seus pisantes em um espaço de 1 m2, e acreditem, já me peguei sentindo inveja (dá boa) dessas pessoas. Já passei quatro meses sem comprar nenhuma, e acho que foi o meu recorde, no entanto, atualmente vivo de doses homeopáticas, um por mês já me satisfaz plenamente (mentira!).

Simplesmente não consigo ficar sem um modelo deferente, e vamos combinar que os fabricantes também não ajudam. Todo dia tem uma novidade nas vitrines, e o meu “eu interior” gritando EU QUERO! =D

Para o inverno

Como uma clássica apaixonada, sempre procuro saber sobre as novidades, e para o inverno 2012 a tendência indica que teremos sapatos:

Sapato slippers da Arezzo

– purpurinados e brilhosos;

– chegam os modelos slippers (inspirado nos chinelinhos de dormir usados lá no século XIV);

– continuam em alta os oxford  (tanto os saltos mais altos, quanto os mais baixos);

– retornam as botas (hein? No Nordeste? Vale usar o bom e velho ‘simancol’ na hora de usá-las);

Sapato Loucos & Santos

– a meia pata volta com força total;

– para dar cor aos dias cinzas, aposte no azul, abusando da cartela que vai do turquesa até o marinho;

– bichinhos são sempre bem vindos. Inverno é tempo de oncinhas, seja nos sapatos ou nas sandálias;

– combinado com o estilo do clima, os saltos chegam mais grossos, muitas vezes quadrados ou até mesmo o chamado salto sino.

Para quem usa

Gel protetor de calos e bolhas 1 : E não é que funciona. Ele cria uma camada fina na pele que faz o sapato deslizar, evitando o atrito.

Fita adesiva: Esse também é para usar antes de formar o calo. Coloque o adesivo nos locais que você sabe que o sapato irá* machucar. A cola é boa, e dura muito.

Spray antisséptico1: Não é feio usar spray, isso não é sinônimo de que você não toma banho, ao contrário, significa que você se cuida e zela pela saúde dos seus pés.

Curativo para bolhas: O estrago já foi feito? Use um curativo para bolhas para amenizar o desconforto.

1Produtos podem ser encontrados em Farmácias e Drogarias

Mais postagens de Dani Rabelo