Cristiani Meller

Cristiani Meller

Cristiani Meller, Analista Financeira e Gerente Comercial do Portal Mulher de Fato.

A paz que trago no meu peito

yolanda

Olá, pessoal!

Assumo hoje essa coluna no Portal Mulher de Fato, Quero aproveitar para começar agradecendo a Denise Lemos, figura incomparável em termos de simpatia, generosidade, altivez e equilíbrio no que faz e nos ideais que assume. A todo o grupo de mulheres presentes à Confraternização do Natal, no restaurante Canelle, em Dezembro passado, registro aqui a alegria daquele momento junto à gratidão pela receptividade do meu ingresso no portal. Finalmente, ao querido sobrinho Expedito Junior, desbravador e bem sucedido Diretor da Antares Comunicação, a quem devo, em princípio, este espaço amplo ocupado por mulheres especiais que honram e dignificam sua terra…

E… vamos à luta: A vida nos espera!


Nasci em 10 de setembro de 1933, em Belém, Paraíba. Sou Yolanda Fernandes Mendes Leite, professora aposentada da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e atualmente professora da Universidade da Terceira Idade (UNITI-PB).

O que FUI
Infância feliz, adolescência dentro dos padrões normais de bem-estar, saúde e desenvolvimento de capacidades comuns a essa idade. Entre outras buscas, procurei dentro de mim, a “certeza” que considero a “essência” do que sou e do "estofo" com que fui "fabricada". . .

O que SOU
Tentarei com as mensagens, notícias, informações e comentários que postarei aqui, trazer um pouco do meu mundo interior, da consciência que TENHO de mim mesma, do mundo que me rodeia e do Deus que me criou como um brinde inalienável da Obra da Criação:
Minha luta, como mulher, tem valido muito e os gestos de amor dados e recebidos me superaram, dando um significado muito especial à minha vida e ao sentimento que sempre enterneceu toda esta caminhada. Daí, a aceitação imediata e irrecorrível ao convite que me foi feito.

O que SEREI
Por essas e outras razões acima expostas, posso afirmar sem relutância, após todos esses períodos existenciais que me foram oferecidos:
Ainda não envelheci tanto e acho que jamais envelhecerei de verdade…

Deixo vocês com um texto que acredito ser inspirador:

"A PAZ QUE TRAGO NO MEU PEITO”*

“A Paz que trago, hoje, em meu peito é diferente da Paz que eu sonhei um dia . . .
Quando se é jovem ou imaturo imagina-se que ter Paz é poder fazer o que se quer, repousar, ficar em silêncio e jamais enfrentar uma contradição ou decepção.
Todavia, o tempo vai-nos mostrando que a paz é resultado do entendimento de algumas lições importantes que a Vida nos oferece.
A paz está no dinamismo da Vida, no Trabalho, na Esperança, na Confiança e na Fé. . .
Ter Paz é ter a consciência tranquila, é ter certeza de que se fez o melhor ou pelo menos, tentou . . .
Ter Paz é assumir responsabilidades e cumpri-las, é ter serenidade nos momentos mais difíceis da Vida
Ter Paz é ter ouvidos que ouvem, olhos que vêem e boca que diz palavras que constroem.
Ter Paz é ter um coração que ama . . .
Ter Paz é admitir a própria imperfeição, é reconhecer os medos, as fraquezas, as carências . . .
Ter Paz é não querer que os outros se modifiquem para nos agradar, é respeitar as opiniões contrárias, é esquecer as ofensas.
Ter Paz é brincar com as crianças, voar com os passarinhos, ouvir o riacho que desliza sobre as pedras e embala os ramos verdes que em suas águas se espreguiçam . . .
Ter Paz é aprender com os próprios erros, é dizer Não quando Não é o que se quer dizer . . .
Ter Paz é ter coragem de chorar ou de sorrir, quando se tem vontade.
É ter forças para voltar atrás, pedir perdão, refazer o caminho, agradecer . . .
A Paz que, hoje, trago em meu peito é a tranqüilidade de aceitar os outros como são e a disposição para mudar minhas próprias imperfeições.
É a humildade para reconhecer que não sei tudo e aprender até com os insetos . . .
É a vontade de dividir o pouco que tenho e não me aprisionar ao que não possuo.
É melhorar o que está ao meu alcance, aceitar o que não pode ser mudado e ter lucidez para distinguir uma coisa da outra.
É admitir que, nem sempre tenho razão e, mesmo que tenha, não brigar por ela.

A Paz que, hoje, trago em meu peito é a confiança Naquele que me criou e governa o Mundo . . .
a certeza da vida futura e a convicção de que receberei das Leis Soberanas da Vida
O QUE A ELAS TIVER OFERECIDO ! . . .”

* Texto: Marcelo Celente –  ANO – 2012

Mais postagens de Cristiani Meller