Ciência e Tecnologia

Oito novas maneiras de usar o celular

Atualizado em: 07/01/2015

sensor

Sabia que seu smartphone é na verdade um potencial laboratório ambulante?
Suas funções principais podem ser telefonemas, trocas de mensagens e navegação online, mas é possível que você tenha no seu bolso um acelerômetro (medidor de aceleração), um barômetro (medidor de pressão atmosférica), um giroscópio (medidor de orientação) e um magnetômetro (medidor de intensidade de campos magnéticos), entre outros instrumentos.
Os smartphones mais novos têm cada vez mais sensores integrados, e aproveitar essa tecnologia pode ajudar a fazer valer o nome de “telefone inteligente”.
Há aplicativos que podem ajudá-lo nessa missão, e abaixo a BBC Mundo lista sensores que podem ampliar o uso do seu smartphone:
1. Sensor de luz
O sensor de luz dos smartphones mede os níveis de luz no ambiente e, com isso, ajusta o brilho da tela para economizar bateria.
Alguns apps especializados (ex: o Light Sensor) podem usar esse sensor para avaliar a quantidade de luz do ambiente, algo útil para fotógrafos que querem saber as condições exatas de iluminação.
2. Barômetro
Smartphones mais novos incluem um barômetro, que calcula a pressão atmosférica do ambiente. Alguns apps (ex: Barometer & Altimeter) podem usar essa informação para calcular a altitude em que o usuário está – informação útil, por exemplo, para montanhistas -, já que, quanto maior a altitude, menor a pressão.
As leituras do barômetro também podem ajudar na previsão do tempo: uma queda na pressão atmosférica muitas vezes indica a chegada iminente de uma tormenta.
Se forem feitas diversas medições em um mesmo lugar, pode-se fazer previsões meteorológicas mais precisas em nível local.
3. Microfone
Todos os celulares têm um microfone integrado para transmitir a voz durante as ligações.
Muitos apps usam esse microfone para realizar funções de reconhecimento de voz (ex: Start Voice Recognition), para mandar mensagens de voz (em vez de texto) ou para identificar o nome de canções com base em trechos delas (como o Shazam). E há apps que, com o microfone, detectam e gravam os sons emitidos pelo usuários durante o sono (ex: SleepBot), para ajudá-lo a descobrir se ele fala dormindo, ronca ou é sonâmbulo.
4. Sensor de proximidade
Os sensores de proximidade costumam estar nas telas “touch screen” dos smartphones. Eles detectam a proximidade do celular em relação a superfícies vizinhas.
Se mantemos o telefone perto do rosto durante ligações, o sensor bloqueia o “touch screen” para evitar toques acidentais. Alguns apps usam esse sensor com outra finalidade: desbloquear a tela, ativar músicas ou controlar outras funções com apenas um movimento de mãos diante do sensor.
Outros usam-no para calcular as flexões feitas pelo usuário em sua sessão de exercícios (ex: Push Ups Workout).
5. Giroscópio
Muitos celulares têm um giroscópio, que usa a força da gravidade da Terra para ajudar a orientar a posição do aparelho no espaço. Desenvolvedores de apps têm usado o giroscópio para criar jogos e experiências de realidade aumentada, por exemplo mostrando constelações e corpos celestes (ex: Star Walk).
E aplicativos que convertem o celular em um nivelador, algo muito útil para pequenos reparos caseiros.

sensor1Dá para usar o celular para encontrar o seu carro, identificar corpos celestes e medir tremores de terra

6. Acelerômetro
Esses sensores detectam vibrações e podem ser úteis, por exemplo, para avaliar a suavidade de um carro durante testes de direção.
Se usado como um sismógrafo, pode medir tremores de terra e até fazer parte de um sistema de alerta para terremotos, desde que haja um número suficiente de usuários para coletar e receber as informações.
7. Sensor magnético
A maioria dos smartphones tem um sensor integrado que mede o campo magnético da Terra e funcionam como uma bússula, apontando ao norte.
Isso, combinado a um receptor de GPS, ajuda a determinar onde o usuário está no mapa e em que direção está virando.
Alguns apps (Ex: Metal Detector) podem convertir o magnetômetro em um detector de metais, que responde se estiver diante de metais como níquel, ferro e aço. Isso pode ser útil para identificar se há cabos atrás de uma parede ou para encontrar objetos perdidos.
8. Receptor de GPS
Esta é a função mais conhecida. O chip de GPS dentro do celular detecta sinais de rádio de vários satélites que orbitam a Terra para calcular sua posição exata.
Além de determinar localização, alguns apps usam o receptor de GPS para dar informações precisas, como a localização de fotos tiradas (caso você se esqueça de onde elas são) ou o lugar onde você parou o carro (Ex: Find My Car).

Fonte:BBC

Ciência e Tecnologia