Cidadania

App “Você Fiscal” convida cidadão a fiscalizar a apuração das eleições

Atualizado em: 05/10/2014

voto2


As urnas eletrônicas já fazem parte da rotina de eleitores e mesários. Logo após o término do período de votação, às 17h, os mesários são obrigados a imprimir boletins de urna (BUs) com a quantidade de votos por candidato e colar, ao menos um deles, em local público e visível na seção eleitoral. A partir desses dados, o projeto “Você Fiscal” pretende envolver os eleitores no processo de fiscalização da apuração final dos votos.

A impressão de boletins de urna é uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por meio da resolução 23399 de 2014. A relação exibe a quantidade de votos por candidato, mas não identifica em quem cada eleitor votou.

O” Você Fiscal” é uma iniciativa do empreendor digital Helder Ribeiro e do professor de Computação da Unicamp, Diego Aranha. Responsável por vários testes de falhas de segurança em ambiente controlado nas urnas, Aranha resolveu criar um mecanismo de auditoria popular e pública dos votos.
Como funciona?

A ideia dos idealizadores é simples. A partir de um aplicativo desenvolvido para o sistema Android, ou pela própria câmera do celular, o eleitor pode se voluntariar a bater fotos dos BUs e enviá-los a equipe do “Você Fiscal”. Por lei, o TSE precisa divulgar posteriormente uma versão digital de todos os boletins de urnas das seções eleitorais.

Assim, a equipe do professor promete comparar os dados entre as fotos batidas pelos cidadãos e os dados oficiais. Caso encontrem alguma incoerência no número de votos, o grupo vai enviar queixa ao Ministério Público para investigação.

Como baixar e enviar os boletins de urna

Se você possui Android, acesse o link e instale o aplicativo no seu celular. Outra opção é tirar várias fotos de todo o boletim de urna de sua seção e enviá-los ao e-mail bu@vocefiscal.org.

app fiscalvoto1

 

Fonte:BBC

Cidadania