Cidadania

14 de JUNHO: DIA MUNDIAL DO DOADOR DE SANGUE. PARABÉNS À ESSES HERÓIS ANÔNIMOS.

Atualizado em: 14/06/2014

doador-sangue_fora

doar sangue

No ano de 2004 a Organização Mundial de Saúde (OMS) institulou o dia 14 de Junho como o Dia Mundial do Doador de Sangue. O objetivo é homenagear e agradecer a todos os doadores que ajudam a salvar vidas diariamente. Na data comemora-se também o aniversário de Karl Landsteiner, prêmio Nobel pela descoberta do sistema de grupos de sangue ABO.

doador1

 

O Dia Mundial do Doador de Sangue 2014 tem como tema “Doe sangue para as que dão a vida. Sangue seguro para uma maternidade segura”. 

Cada ano um país diferente é anfitrião do Dia Mundial do Doador de Sangue. Este ano, o país sede mundial da campanha é o Sri Lanka, e nas Américas, o México.

O objetivo primário da campanha é aumentar a conscientização pública sobre a necessidade de sangue e derivados sanguíneos seguros, além de agradecer aos doadores por suas contribuições para salvar vidas.

Todos os dias, cerca de 800 mulheres morrem devido a complicações da gravidez e parto. Quase metade delas ocorre na África subsaariana e um terço no Sul da Ásia. O risco de mortalidade materna é maior em adolescentes abaixo dos 15 anos de idade.

doarsangue1

Na América Latina e Caribe em 2011 houve aproximadamente 4400 mortes maternas por ano, 15,3% (ou 676 mortes) devido a hemorragias, com percentagens que variam entre próximo de zero a 31% nos países. A disponibilidade e acesso a sangue e derivados seguros proveniente de doadores voluntários e altruístas ajuda a salvar vidas destas mulheres.

Transfusões de sangue têm sido identificadas como uma das oito intervenções-chave que salvam vidas nos centros de saúde que oferecem serviços de emergência obstétricos durante a gravidez, parto e no período pós-parto.

O Dia Mundial do Doador de sangue 2014 tem por objetivo reforçar o compromisso com os Governos dos países sobre doação de sangue, com a finalidade de atingir 100% de doações voluntárias não remuneradas, reduzir a mortalidade materna causada por hemorragias, motivar doadores a continuar doando sangue regularmente, e encorajar pessoas saudáveis que nunca doaram sangue a se tornar doadores.

Os objetivos da campanha do Dia Mundial do Doador de Sangue são:

• Que Ministérios de Saúde, especialmente dos países que tem altas taxas de mortalidade materna, adotem medidas para garantir que seus centros de saúde melhorem o acessoa sangue seguro e produtos de sangue de doadores voluntários, para a maternidade segura;

• Que os serviços nacionais de sangue e derivados dos países que tem altas taxas de mortalidade materna reforcem o foco de suas atividades e produtos da campanha 2014 no sangue seguro para a saúde das mães;

• O estabelecimento de parcerias com alianças e programas de saúde da mãe nas campanhas;

• Que a OMS e seus parceiros mundiais liderem campanhas explicativas para conscientizar sobre a importância de doações voluntárias altruístas para salvar mulheres grávidas em todo o mundo.

Celebração do Dia Mundial do Doador de Sangue nas Américas

doarsangue

O país sede da campanha nas Américas do Dia Mundial do Doador de Sangue em 2014 é o México. Este ano o país foi honrado como a sede da celebração para a região das Américas pela Organização Mundial da Saúde. Tendo em vista o tema global enfocando a proteção da maternidade, o objetivo da campanha no México é a sensibilização sobre a importância do acesso oportuno a sangue e produtos sanguíneos seguros em todos os países da região, no contexto de um enfoque integral da prevenção da mortalidade materna.

No México doam-se diariamente quase 5 mil unidades de sangue, entretanto, em muitos países da AL&C ainda se depende de doação de familiares ou amigos para o abastecimento e autossuficiência do país, motivo pelo qual seguem trabalhando para conscientizar sobre a importância das doações voluntárias, altruístas e periódicas, como fonte segura para todos os pacientes.

Dados sobre doação de sangue no mundo

doar sangue2

Todos os dias são colhidos 107 milhões de unidades de sangue através do mundo. Aproximadamente 50% destas doações correspondem aos países de alta renda, que representam apenas 15% da população do planeta.

Dez fatos sobre transfusões de sangue:

1. As transfusões de sangue permitem salvar vidas e melhorar a saúde.

2. As transfusões de sangue são utilizadas como apoio de vários tratamentos.

3. A única forma de garantir os suprimentos de sangue é a doação periódica por voluntários não remunerados.

4. Em 62 países 100% das doações são feitas por voluntários não remunerados.

5. A cada ano se colhem no mundo cerca de 92 milhões de unidades de sangue.

6. As extrações nos centros de sangue variam em função da renda dos países. Estes números são de cerca de 30 mil doações anuais por centro em países de renda alta, 7500 em países de média renda e apenas 3700 em países de baixa renda.

7. Os habitantes de países de alta renda doam sangue com maior frequência do que os de baixa e média renda

8. O sangue doado deve sempre ser analisado.

9. Apenas uma doação de sangue pode beneficiar vários pacientes.

10. As transfusões não necessárias expõem os pacientes a riscos desnecessários.

 

Fontes: Páginas da OPAS e da OMS sobre o Dia Mundial do doador de Sangue 2014.

 

Cidadania