Casamento

Bodas de casamento: descubra os significados e veja ideias para comemorar

Atualizado em: 17/10/2017

bodas-de-casamento-730x449

Você com certeza em algum momento já ouviu falar em bodas de casamento. Mas você conhece cada uma e seu significado? Trouxemos um gráfico do Dicas de Mulher pra você entender melhor como funciona cada um. Leia a matéria abaixo e entenda.

 

 

Bodas de casamento: descubra os significados e veja ideias para comemorar

Poucas coisas na vida são tão boas como celebrar o amor! Por isso, não tenha dúvidas de que vale a pena comemorar seus meses ou anos de casamento

Quando duas pessoas decidem se casar, decidem, sobretudo, construir uma vida juntos, compartilhando os bons e maus momentos do dia a dia. E é justo que esta decisão fique marcada para sempre na vida do casal e seja comemorada sempre que possível!
Para isso, não é preciso necessariamente fazer uma grande festa a cada ano de casamento… A celebração pode ser sutil, como num jantar a dois, por exemplo, ou simplesmente lembrar da data com carinho!

Malise Kroth, cerimonialista, comenta que celebrar ou comemorar as bodas de um casamento significa renovar os votos, as promessas, o amor… “É reviver os momentos mágicos do ‘sim’ dado um ao outro, quando deixaram de ser dois, para ser um só”, diz.

Cada boda comemorada leva um nome gracioso. “São símbolos cheios de significados que marcam a renovação dos votos, estimulam a criatividade do casal e ajudam no amadurecimento da relação, em especial no primeiro ano, onde tudo é novidade, o romantismo está latente, ambos estão se esforçando para fazer uma adaptação de suas vidas e vivendo uma realidade bem diferente”, explica a cerimonialista.

“No geral, os símbolos das bodas marcam o amadurecimento dos relacionamentos, quanto mais os anos avançam, mais rígidos e resistentes são os materiais. A cada mês percorrido, durante o primeiro ano, é uma vitória, uma comemoração especial, normalmente, feita entre o casal, de forma bem romântica com um jantar, cinema, luz de velas… O significado? Cada casal saberá dar o seu!”, destaca Malise.

O significado das principais bodas
Abaixo você conhece as denominações e significados das principais comemorações de bodas de casamento, de acordo com a cerimonialista Malise:

bodas-de-casamento-730x2261

1 mês de casamento – Bodas de Beijinho: “o nome refere-se ao docinho delicioso que nos retorna o sentido literal da palavra, beijo; é a fase de grande amor, efeito lua de mel e de muito carinho”, destaca.

2 meses de casamento – Bodas de Sorvete: doce e refrescante, é a descoberta do prazer na vida a dois.

3 meses de casamento – Bodas de Algodão Doce: “é a fase em que o relacionamento parece doce e suave como o algodão doce, com passeios de mãos dadas e cheios de romantismo”, comenta Malise.

4 meses de casamento – Bodas de Pipoca: é tempo de descontração e alegria, brincadeiras e comemorações a dois, por exemplo, no cinema ou até mesmo com amigos.

5 meses de casamento – Bodas de Chocolate: é o romantismo que ganha força, as surpresas, a delícia de estarem juntos e saborearem os mesmos ideais e sonhos.

6 meses de casamento – Bodas de Pluma: é quando o relacionamento do casal está leve, suave, quando marido e mulher estão vivendo uma fase muito boa, fazendo um pelo outro, e planejando voos maiores.

7 meses de casamento – Bodas de Purpurina: “associa-se a brilho e muito encanto, retoques especiais e importantes no afeto, no relacionamento, para que se mantenha sempre reluzente como o amor”, explica a cerimonialista.

8 meses de casamento – Bodas de Pompom: bolas fofas que alegram o ambiente e remetem à alegria e satisfação.

9 meses de casamento – Bodas da Maternidade: “não em sentido literário, mas os primeiros meses do casamento foram como um período de gestação, de mudanças visíveis, sensíveis de muitos planejamentos”, comenta Malise.

10 meses de casamento – Bodas de Pintinho: “assim como o pintinho que acaba de se libertar da casca do ovo, onde esteve protegido durante sua formação, assim é no relacionamento do casal quando percebe que juntos estão formando uma família e querem criar um ambiente doméstico com muito amor e alegria”, explica Malise.

11 meses de casamento – Bodas de Chiclete: “além de saboroso e prazeroso, mascar chicletes dispersa tensões e exercita o maxilar, mas ‘quando gruda o chicletinho’… . Assim é a vida a dois, um constante exercício de aceitação, um grudando um pouquinho mais no outro, fazendo muitas coisas juntos, se mantendo unidos para superar todo e qualquer momento de tensão”, destaca a cerimonialista.

1 ano de casamento – Bodas de papel: “passados 11 meses de relacionamento, de afetos, descobertas e adaptações, o casal já está pronto para completar seu primeiro ano de casamento, onde juntas, duas pessoas passaram a escrever no papel de suas vidas, o seu primeiro ano de história. Na fragilidade do papel, firmam e renovam os votos e propostas para a evolução do seu casamento”, explica Malise.

5 anos de casamento – Bodas de madeira ou ferro: uma variante cultural, mas, no Brasil, a mais comum é a de madeira – que representa a relação amadurecida do casal. “A madeira lembra robustez, enraizamento, as mudas enraizadas que começam a crescer e se expandir em novos galhos, os filhos que surgem, mas a madeira ainda é frágil diante do fogo das provações”, explica Malise.
10 anos de casamento – Bodas de Estanho ou Zinco: ambos os nomes são utilizados e se completam. “Representam a solidez do relacionamento. A flexibilidade e a maleabilidade do estanho com o zinco, utilizado para evitar corrosões em ferros e outros metais, são a combinação perfeita de sustentação no casamento. Com 10 anos, o casal já está adaptado um ao outro e vive uma relação segura e ao mesmo tempo flexível”, destaca a cerimonialista.

15 anos de casamento – Bodas de Cristal: límpido e transparente como o cristal é o relacionamento de cristal. “Nobre, transparente, sem confusões, onde um conhece bem os limites de ser e agir do outro e se aceitam com amor”, explica Malise.

20 anos de casamento – Bodas de Porcelana: as relações são provadas pelos acontecimentos da vida e do cotidiano, o casamento experimentado como a porcelana que, após ser moldada, é finalizada no calor e alcança uma beleza e brilho especial. É a superação, a confiança e a união.

25 anos de casamento – Bodas de Prata: refere-se ao casal coroado com uma coroa de prata. Esta é uma das bodas mais comemoradas, de acordo com Malise. É a força, brilho, beleza e tradição que influencia a família. Prata é o símbolo da segurança e estabilidade no relacionamento.

30 anos de casamento – Bodas de Pérola: a pérola é produzida a partir de uma autodefesa da ostra de um organismo externo, mas as pérolas são rígidas, têm brilho próprio e não estragam com facilidade… “Assim é o relacionamento que se fortaleceu superando pequenas mágoas, discussões, desentendimentos em contratempos no decorrer da vida, fortalecendo ainda mais a união”, destaca Malise.

35 anos de casamento – Bodas de Coral: os corais são adaptados para viverem em colônias, crescem nos mares e podem formar recifes de grandes dimensões. Assim é o casamento que supera obstáculos e permite a evolução e amadurecimento em toda a sua extensão.

40 anos de casamento – Bodas de Rubi: a beleza e a força do rubi, pedra vermelha, cor do amor e da paixão, demonstra o quanto o relacionamento é resistente. O matrimônio é durável e estável.

45 anos de casamento – Bodas de Platina: a platina é um metal nobre e resistente à corrosão, assim como o relacionamento que resiste ao tempo, às investidas, às dificuldades.
50 anos de casamento – Bodas de Ouro: “é a coroa da vitória, é o metal nobre, reluzente, é o casamento que superou as intempéries, é a história de uma vida que venceu o tempo, partindo da frágil folha do papel à coroa de ouro”, explica Malise.

Fonte: Dicas de Mulher

Casamento