Bem Estar

Terceira Idade – Confira dicas para envelhecer bem

Atualizado em: 04/10/2015

idosos

idosos 1idosos 2

No Brasil, o número de pessoas acima dos 65 anos já ultrapassou os 14 milhões. Os idosos passaram de 4,8% para 7,4% da população brasileira em apenas 20 anos e a expectativa de vida hoje é de 79,4 anos segundo o IBGE.  Já estamos vivendo mais e a grande questão agora é aprender a aproveitar melhor o tempo que ganhamos e buscar alternativas para viver saudável e feliz.

Com o avanço da idade é comum surgirem problemas ósseos, de pele, nas articulações, perda de massa muscular e a diminuição da flexibilidade e do equilíbrio. Mas a boa notícia é que as pessoas já estão incluindo novos hábitos a sua rotina, com uma alimentação mais saudável, cuidados com a pele e a prática de exercícios.

No entanto, outro preocupação frequente nos idosos são problemas de pele, como ressecamento, desidratação, fissuras, descamação e a perda de proteínas como o colágeno e a elastina, que são responsáveis pela sustentação e elasticidade.

“A pele do idoso apresenta menos hidratação por causa da redução da espessura da derme e epiderme, causando diminuição da elasticidade e da secreção das glândulas sebáceas, que facilitam a perda da água da barreira de hidratação”, explica a dermatologista do Hapvida Saúde, Samanta Meneguzzi.

Porém, hoje existem vários recursos para retardar o envelhecimento e melhorar a aparência. Entre as dicas dos especialistas para quem possui mais idade, está a ingestão de água, alimentação equilibrada, exercício físico, esfoliação da pele com microesferas não abrasivas ou à base de ácidos, para promover a renovação celular, sem machucar essa pele que é muito sensível.

A ação do tempo com o fotoenvelhecimento, poluição, emissão de gases, álcool e tabagismo são as grandes causas do envelhecimento precoce. Isso favorece o aparecimento de manchas, o ressecamento da pele, a descamação excessiva (camada córnea), e eventualmente podem aparecer fissuras nessa pele, em decorrência da falta de hidratação, tanto de água quanto do uso de hidratante tópico.

De acordo com Samanta Meneguzzi, é fundamental passar hidratante em todo o corpo após o banho. “Isso evita a evolução do ressecamento da pele, que pode facilitar o aparecimento de infecções cutâneas e outros problemas. Nessa fase, também é comum surgirem melanoses solares nas áreas mais expostas, como braços, faces e tórax, sendo necessário evitar exposição exagerada ao sol e sempre utilizar o protetor solar”, orienta a dermatologista.

Uma dica para melhorar a hidratação da pele dos idosos são os produtos específicos para a faixa etária, como os da linha Natura VôVó, enriquecidos com o extrato oleoso da bardana (raiz), que tem propriedades antioxidantes, e pelo óleo de semente de uva (fruto), que proporciona maciez para a pele. O portfólio é composto por hidratante cremoso para o corpo e creme de massagem para mãos e braços, sabonete líquido para o corpo e perfumaria.

Fonte: Melissa Paulino – Pauta Assessoria de Comunicação

Bem Estar