Bem Estar

Mitos e verdades sobre a reposição hormonal em mulheres

Atualizado em: 29/04/2015

b995b92925958490d0a86f344edf59cb_XL

Ondas de calor, irritação, ressecamento vaginal, redução na libido e fadiga. Esses são alguns dos sintomas que costumam aparecer na mulher geralmente entre os 45 e 50 anos. Isso é sinal de que a menopausa está chegando.

A menopausa é uma fase natural da vida da mulher em que ela para de menstruar. Com isso surgem mudanças físicas e psicológicas.

Um dos tratamentos para amenizar os sintomas da menopausa é a terapia de reposição hormonal (TRH).

De acordo com o ginecologista Sérgio dos Passos Ramos, especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Associação Médica Brasileira e Federação Brasileira, a TRH é a reposição dos mesmos hormônios que a mulher tinha antes e que vai perdendo ao longo da vida.

Conheça alguns mitos e verdades:

A reposição hormonal auxilia no tratamento da osteoporose – VERDADE.

Sim, pois a reposição estrogênica previne a perda de massa óssea que pode aumentar em até 30% após a menopausa, diminuindo risco de fraturas.

A reposição hormonal é indicada em caso de doenças cardiovasculares – MITO.

Embora a TRH possa reduzir os níveis de colesterol total e da fração LDL (conhecido como o “colesterol ruim”), ela não deve ser indicada como uma forma de prevenção ou tratamento das doenças cardiovasculares.

Toda mulher na menopausa precisa fazer terapia de reposição hormonal – MITO.

Não. Para cada mulher é recomendado um tipo de medicamento específico, em cada caso.

Sintomas como desconforto, ardor e infecções vaginais melhoram com o TRH – VERDADE.

Esses sintomas costumam ser amenizados a partir da terapia hormonal indicada pelo ginecologista

A terapia hormonal aumenta as chances de adquirir um câncer de endométrio – DEPENDE.

A mulher que tem útero e faz reposição hormonal com estrógeno sem associar progesterona tem risco muito aumentado de desenvolver esse tipo de câncer.

Fonte: Pfizer.

Bem Estar