Bem Estar

Hidratação é fundamental para cuidar da voz

Atualizado em: 22/01/2015

agua1

 

 

Hidratação

Com o clima quente do Nordeste, são comuns as reclamações das pessoas em relação a gripes, dificuldades respiratórias e infecções na garganta. Além de ocasionar fragilidades ao organismo, esses problemas podem prejudicar a voz. “As alterações climáticas, os choques de temperatura trazem muitos prejuízos para as pregas vocais. Por isso, é importante que as pessoas adotem alguns cuidados”, explica a fonoaudióloga do Hapvida Saúde, Michele Carvalho.
E esses cuidados, inclusive, podem facilmente ser incluídos no dia a dia, sem provocar mudanças bruscas na rotina. De acordo com a fonoaudióloga, a hidratação é sempre a melhor saída. “A ingestão de água é sempre muito importante, pois contribui para a hidratação das pregas vocais. Além disso, a maçã, por exemplo, pode ser uma forte aliada, já que se trata de uma fruta que auxilia na remoção do muco, o que reduz o pigarro”, acrescenta.
Assim como medidas precisam ser adotadas, algumas situações também devem ser evitadas quando o assunto é cuidado com a voz. Tossir, pigarrear e falar alto devem passar bem longe de quem quer manter a saúde vocal. Além disso, uma prática que é bastante comum deve ser dispensada: a automedicação. “A maioria desses medicamentos não serve para melhorar a voz. Eles apenas mascaram a dor e a pessoa não sente, naquele momento, o ataque vocal. Só depois que passa o efeito do remédio é que surge o mal-estar e isso pode piorar a situação”, revela a especialista.

Água gelada: prejudica ou não?
Essa é uma dúvida bastante comum. Quem nunca ouviu o conselho: “evite água gelada!”? Para os que acham que não há prejuízos, a fonoaudióloga do Hapvida Saúde explica que não só a água gelada, como também outras bebidas muito quentes podem ocasionar problemas na voz. “Não deixa de ser uma alteração brusca de temperatura e esse choque térmico, obviamente, prejudica”, afirma.
Para os jornalistas, professores, cantores e demais profissionais que utilizam a voz com frequência, as dicas são as mesmas. “Muita água e, antes de utilizar a voz por um longo período, evitar a ingestão de chocolates, leite e seus derivados, pois esses alimentos provocam uma maior produção de muco”, orienta Michele Carvalho.

Fonte: Melissa Paulino-Pauta Assessoria de Comunicação

Bem Estar