Bem Estar

Em época de muito chocolate, especialista dá dicas para aproveitar a Páscoa sem comprometer a saúde bucal

Atualizado em: 23/03/2016

_chocolate_páscoa

A Páscoa é uma data que carrega muitos significados e tradições, e uma das mais aguardadas é o chocolate. Nesse período, muitos, principalmente as crianças, aproveitam para se deleitar com ovos de Páscoa, doces e outras guloseimas. Mas, apesar do maravilhoso sabor, o consumo exagerado dessas delícias pode trazer problemas para a saúde como um todo, a começar pela boca, como explica o ortodontista da clínica Ortoligável, Victor Didier.

“Uma dieta rica em açúcares é bastante prejudicial para todo o nosso organismo. No que se refere à saúde bucal, principalmente aos dentes, esse tipo de alimentação pode promover a formação de cáries, manchas de descalcificação e pode também facilitar processos inflamatórios gengivais”, destaca. De acordo com o especialista isso acontece porque alimentos com alto teor de açúcar desregulam o nível de PH da nossa boca, a tornando ¨ácida¨ e favorecendo o crescimento das bactérias causadoras de cáries e processos inflamatórios. “Nossa saliva naturalmente tem capacidade de neutralizar essa acidez, mas em alimentos muito ricos em açúcares esse processo leva muito tempo, não sendo suficiente para evitar os prejuízos.”

Para aproveitar os chocolates sem correr risco de apresentar qualquer problema, o ortodontista recomenda higiene e consultas. “Evitar os alimentos dessa categoria é o mais indicado, mas como ninguém vai deixar o ovo de Páscoa de lado, é importante lembrar de fazer a escovação completa e o uso do fio dental logo após a ingestão, e, ao longo do ano visitar periodicamente seu dentista.”

Como o principal vilão é o açúcar, muitos podem pensar que os chocolates disponíveis no mercado com menor teor dessa substância são uma alternativa, mas Victor desmistifica. “Para fins de higienização bucal esses tipos não seriam suficiente, pois os açúcares não são apenas aquele que estamos acostumados a usar em bolos e doces, eles envolvem muitos outros tipos substâncias, que são conhecidas por carboidratos. Todos eles são responsáveis por promover o desenvolvimento das bactérias maléficas para a boca e dentes.”

A situação fica um pouco mais complicada para quem usa aparelho ortodôntico, naturalmente os cuidados devem ser ainda maiores. “Com aparelhos, a retenção desses alimentos nos dentes aumenta, e, devido à sua estrutura, a higienização se torna um pouco mais complicada, sendo necessários bastante atenção e cuidado redobrado”, reforça. E mesmo assim, nem todos os tipos de chocolates podem se ingeridos. “É sempre bom evitar doces e chocolates muito duros, com crocantes ou que estejam refrigerados e congelados, para evitar quebras e descolagem do aparelho”, recomenda o especialista da Ortoligável.

Todas essas consequências são menores se o aparelho utilizado são os autoligáveis, que eliminam o uso das borrachinhas. “Elas são responsáveis por uma grande quantidade de acúmulo de placa bacteriana e consequentemente um maior índice de cáries e gengivites. Com o uso do aparelho fixo autoligável não é mais necessário o uso das borrachinhas, tornando mais fácil a limpeza e higienização, consequentemente promovendo mais saúde para nossos pacientes”, finaliza.

Assessoria

Bem Estar