Bem Estar

Dia Internacional do Livro Infantil: Leitura ajuda no desenvolvimento da criança e favorece as relações familiares

Atualizado em: 02/04/2016

Leitura_infantil (1)

Com o objetivo de incentivar a leitura e inserir as crianças no mundo dos livros, dia 02 de abril é celebrado o Dia Internacional do Livro Infantil. A data foi escolhida em homenagem ao primeiro escritor a se dedicar às fábulas voltadas para os pequenos, o dinamarquês Hans Christian Andersen. Deixado um pouco de lado com os avanços tecnológicos, o tempo dedicado aos livros e de extrema importância para as crianças, como explicam os especialistas.

A leitura é um processo que permite a imersão em um universo desconhecido, além de ampliar a imaginação e a criatividade. Segundo a coordenadora pedagógica da Prime’s Cool, Mara Nogueira, a leitura abre as portas para o conhecimento, por isso, é importante que as crianças sejam estimuladas. “Desde bebês a literatura infantil exerce influência na vida e no desenvolvimento da criança, tendo grande importância na contribuição social, emocional e cognitiva”, destaca.

De acordo com o psicólogo do Hapvida Saúde, André Assunção, o momento da leitura também é importante para fortalecer o relacionamento entre pais e filhos, já que estimula o diálogo. “Faz com que a criança se sinta mais madura e mais próxima dos pais. Além disso, pedir para que os filhos façam a leitura dos livros é uma forma de lhes atribuir valor, pois a criança se sentirá mais firme e segura para mostrar o que aprendeu”, esclarece.

Além de ser instrumento motivador e desafiador, a literatura é capaz de transformar o indivíduo em um sujeito ativo e criativo. “Através da leitura, a criança trabalha diversas áreas do seu desenvolvimento. Aprimora a capacidade de imaginação, estimula o pensar, o criar, o recriar, o desenhar, o pintar, e atinge áreas do desenvolvimento como o emocional, o cognitivo e raciocínio lógico”, explica Mara Nogueira, que diz ainda que, embora a escola tenha um importante papel nessa tarefa, a leitura é um hábito que começa em casa e deve ser prazeroso e não por obrigação. Para isso, a coordenadora dá algumas dicas para iniciar os pequenos nesse mundo fantástico das letras.

 

– Dê exemplo: Os pais devem ser leitores, o hábito deve estar presente no ambiente familiar;

– Estímulo precoce: É preciso estimular desde o início da vida, quanto mais cedo melhor;

– Rotina: O momento da leitura deve ter horário e local fixos;

– Oferta: É importante ter livros disponíveis ao alcance da criança;

– Compatibilidade: Comprar livros adequados para determinada faixa etária;

– Interpretação: Levar a criança a narrar o que leu, o que entendeu. Socializar a leitura;

– Ambientação: Criar um espaço atrativo com livros e objetos lúdicos;

– Além do livro: Contextualizar a leitura com peças teatrais, desenhos animados, fantoches etc;.

– Hábitos simples: Ler pra o filho antes de dormir;

– Ampliar os horizontes: Frequentar livrarias com as crianças. Isso fará com que percebam este espaço como um lugar prazeroso.

Bem Estar