Beleza e Moda

Tomar iogurte ajuda no controle da hipertensão?

Atualizado em: 20/11/2013

1461111_553127941427100_1111088262_n

Um novo estudo apresentado na semana passada no congresso da American Heart Association's High Blood Pressure Research 2012 Scientific Sessions, em Washington (EUA), descobriu quem tem o costume de comer iogurte apresenta pressão arterial sistólica mais baixa e menor risco de desenvolver hipertensão. Pressão arterial sistólica é a medida que indica a força com a qual o sangue pressiona as paredes das artérias quando o coração está batendo. A pesquisa foi conduzida pela Tufts University, nos Estados Unidos.

Especialistas acompanharam dois mil voluntários que não tinham hipertensão por 15 anos. Durante a análise, todos preencheram questionários em três momentos diferentes informando sobre sua ingestão de iogurte de baixo teor de gordura. O alimento já havia sido associado a um peso corporal saudável e a um índice de massa corpórea (IMC (Descubra seu peso ideal) ) menor.

Os resultados mostraram que acrescentar pelo menos 170 gramas de iogurte à dieta a cada três dias pode diminuir o risco de desenvolver hipertensão em até 31%, desde que pelo menos 2% do valor energético diário do indivíduo venha desse alimento. Além disso, a pressão sistólica teve uma queda significativa em comparação àqueles que não consumiam iogurte.

A hipertensão é uma doença silenciosa, ou seja, começa a apresentar sintomas apenas quando o quadro do paciente já está em estágio avançado. Ela ataca os vasos sanguíneos, coração, cérebro e olhos. Pode ainda causar paralisia dos rins. O problema é diagnosticado quando a pressão se mantém acima de 140 por 90 mmHg com frequência.

Previna e controle a hipertensão

A maior causa de morte no Brasil se deve às conhecidas doenças cardiovasculares e em mais da metade dos casos, a hipertensão favorece esses problemas. Veja a seguir dicas para prevenir e controlar a pressão alta.

Pratique exercícios
Caminhadas podem ser a chave para reduzir o risco de desenvolver a pressão arterial. Foi o que apontou uma pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRB). Segundo o estudo, a atividade não só reduz a pressão como ainda mantém a queda nas 24 horas seguintes.

Reduza a ingestão de sal
Ingerir muito sal favorece a retenção de líquidos, o que aumenta a pressão nas artérias do corpo. Evite congelados, temperos prontos e tire o saleiro de cima da mesa. Grande parte dos alimentos que consumimos já vêm com sal.

Perca peso
Acúmulo de gordura, especialmente na cintura, favorece o desenvolvimento da hipertensão. A medida do abdômen masculino não deve ultrapassar 102 cm e da feminina 88 cm.

Modere no álcool
O álcool também é vilão da pressão arterial, por isso, moderação é fundamental quando o assunto é beber. Assim, a ingestão deve ser limitada a 30 gramas e álcool por dia, o que corresponde a 600 ml de cerveja, 250 ml de vinho e 60 ml de destilados.

 

 

Fonte: MinhaVida

Beleza e Moda