Beleza e Moda

Som na caixa: Radio Ibiza aponta os hits do último dia do SPFW Verão 2015

Atualizado em: 07/04/2014

dsc6424

Reinaldo Lourenço abriu o último dia do SPFW no teatro da FAAP trazendo uma playlist desenvolvida em torno da mesma banda: The Acid. “Tumbling Lights”, “Animal”, “Basic Instinct” e “Fame” foram as escolhidas do estilista. Voltando ao parque Cândico Portinari, a Melissa apresentou um desfile perfumado e vibrante, lançando sua nova coleção Eat My Melissa. O show contou com homenagem à cantora Amy Winehouse ao som da trilha do DJ e designer AD Ferrera, que costurou com perfeição uma sequência arrasadora de trap, black-beats e electronic music. Citando alguns sons, ouvimos Diplo & Angger Dimas com “Biggie Bounce”, Beyoncé & Azealia Bankscom “Partition”, e fechando, “Lick It” dos 20 Fingers. Certamente uma das trilhas de maior destaque da semana.

Ellus fugiu do comum e colocou 15 ritmistas da escola de samba Vai-Vai no topo da passarela. Sua coleção pretendia mostrar o olhar jovem e urbano sobre o Brasil, e para isso, o músico inglês Nick Graham mesclou ao compasso do samba canções deCaetano Veloso: “Trem das Cores”, “Lua de São Jorge”, “Superbacana” e “Alegria Alegria”.

O veterano Max Blum foi responsável pela sonoridade de Wagner Kallieno e também do desfile mascukino de Alexandre Herchcovitch. Para o primeiro, o produtor selecionou “Nothing But Trouble”, do duo de rock nova-iorquino Phantogram, para a trilha que trouxe temática no sol nordestino. Já no segundo desfile, Blum tocou “I’m no Gold” da banda de punk-rock Liars, o que pesou o ambiente, mas ajudou no dinamismo comum ao estilo de Herchcovitch.

O Havaí foi o mood principal da coleção “Luau da Amapô”. Para desconstruir o hula-hula, o DJ Rabih Aidar montou uma trilha imprevisível: músicas do grupo de axé dos anos 90É o Tchan. Toda esta irreverência teve boa aceitação pelo público. Ouvimos “É o Tchan no Hawaii”, “Disque Tchan”, “Melô do Tchaco” e “Dança da Cordinha”, polemizando e descontraindo o show. A tendência popular do set se confirmou no fim, quando ouvimos “Liberar Geral” do grupo de pagode Terra Samba.

Samuel Cirnansck abriu sua apresentação com um clássico da vertente eletrônica “Hey Boy Hey Girl”, dos Chemical Brothers. O estilista Caio Gobbi, bastante conhecido por transformar sua passarela em uma verdadeira pista de dança, deu continuidade com “Girls”, música do Prodigy.

 

Fonte: Vogue

Beleza e Moda