Beleza e Moda

Pixie time: corte invade o mundo da moda e conquista celebridades

Atualizado em: 17/04/2014

pixie1

pixie, corte de cabelo que promete ser o mais copiado da temporada, pede ainda mais intimidade – e ousadia – com a ferramenta. O curtinho boyish que tem a parte da frente mais comprida é radical,mas também versátil – pense nos visuais opostos da (hoje) rebelde Miley Cyrus, com as laterais raspadas; e no côté romântico do curto da certinha Anne Hathaway. A heroína de O Diabo Veste Prada, ao lado de Carey Mulligan e da modelo Saskia de Brauw já desfilam seu pixie há algum tempo, enquanto Miley, Jennifer Lawrence e a top Coco Rocha são novatas que surpreenderam quando adotaram o look no ano passado, deixando a tendência ainda mais fresh.

O pixie cut chamou atenção pela primeira vez nos anos 50, quando Audrey Hepburn apareceu com as madeixas tosadas em A Princesa e o Plebeu, ousadia para uma época em que prevaleciam topetes e longos bem tratados estilo A Feiticeira. Mais tarde, nos anos 60, ganhou ar intelectual e fashion ao ser adotado por atrizes cult como Mia Farrow e Jean Seberg e Twiggy, a modelo que definiu o estilo boyish da época, aposentando temporariamente a era dos cabelos extravolumosos.

Nos anos 90, com o minimalismo trazendo nova onda de elegância, o pixie voltou aos holofotes – pense em Linda Evangelista como musa maior, Sharon Stone e Winona Ryder. “É um sentimento de inquietação que se repete. O pixie de hoje é uma progressão natural do sexy dos 80 para um cabelo mais arrojado e moderno”, opina James Brown, hairstylist londrino responsável pela pixie-peruca de Alessandra Ambrosio na Vogue de março e também pelo corte de Kate Moss em 2001.

 

Fonte: Vogue

Beleza e Moda