Beleza e Moda

Os detalhes da megaexpo “Karl Lagerfeld: Parallel Contrasts”, em Essen

Atualizado em: 18/02/2014

karl04

Já havíamos antecipado que o país de origem de Karl Lagerfeld receberia duas grandes expos que enaltecem a imagem do icônico estilista (mais a série de Lagerfeld “Water of Glory”, da Fendi, que será exposta no Haus der Kunst, em Munique, ainda este ano). A primeira delas, Karl Lagerfeld: Paralell Contrasts, abriu as portas nessa sexta-feira (14.02), no museu Folkwang, descrita pela imprensa local como “uma das mais importantes exposições de design já realizadas na Alemanha”.

O aposto tem motivo: em 14 salas de exibição estão disponíveis cerca de 400 itens, incluindo fotografias​​; ilustrações e caricaturas; objetos de design e filmes; projetos cenográficos; vídeos de diferentes coleções (da Chanel, Fendi e sua label homônima), além de sete peças da coleção de alta-costura da Chanel, desfilada em janeiro.

Mas não se engane, em entrevistas cedidas à diversos veículos, Lagerfeld fez questão de enfatizar que não se trata de uma retrospectiva, mas sim uma “amostra das minhas várias esferas de trabalho. A ideia é mostrar o todo”. Os visitantes são recebidos por um espaço de trabalho típico de Karl, leia-se uma mesa repleta de escritos, desenhos e livros. O que é enfatizado ao longo da mostra com montanhas de livros e uma parafernália que inclui uma série de fotografias e materiais de arte espalhadas dar aos visitantes uma sensação de como nascem as criações do kaiser.

E não para por aí. Há trabalhos fotográficos pessoais e homenagens feitas pelo estilista a Oskar Schlemmer, em 1997, e outra a Feuerbach, em 1988, assim como uma homenagem expressionista para Feininger feito para a Vogue britânica. Entre os vídeos, a maison Chanel é destaque com bastidores e desfiles de alta-costura, prêt-à-porter e Métiers d’Art. Pode-se ver uma série dedicada somente aos trabalhos publicitários para clientes como Dom Perignon, Volkswagen, Audi e Schwarzkopf (um dos grandes patrocinadores do projeto). E mais, um cinema foi montado para a exibição de cinco filmes que ele fez para a Chanel e Fendi.

O show termina com loja pop-up cujo principal destaque é uma seleção de sua famosa livraria, a 7L, instalada em Paris com títulos de Paul Auster, Nietzsche e Paul B. Armstrong, além de reproduções de obras preferidas de Karl, que incluem Edvard Munch, Erwin Blumenfeld , Henri Toulouse- Lautrec e Constantin Brancusi. A mostra fica em cartaz até 11.05.

 

Fonte: Vogue

Beleza e Moda