Beleza e Moda

Os 5 erros mais comuns na hora de aplicar a máscara para cílios

Atualizado em: 20/02/2013

maquiagem5

Exagerar nas camadas

Bastam duas ou três aplicações para exibior fios bonitos e bem curvados. Nada de passar cinco, seis ou até dez camadas. Ao fazer isso, o produto seca e fica muito espesso, o que compromete sua fixação. Além disso, vários “pózinhos” pretos ficam acumulados nas pálpebras inferiores, tudo o que a gente não quer, né?

Bombear o aplicador dentro do tubo

Nunca faça movimentos de vaivém, retirando e colocando o aplicador dentro do tubo. Muita gente faz isso com a intenção de obter uma maior quantidade de produto. Ao contrário, isso gera bolhas de ar dentro da embalagem, que ressecam o rímel. O segredo é mergulhar o aplicador uma única vez e limpar o excesso suavemente em uma folha de papel toalha.

Usar produtos vencidos

Se você não lembra quando comprou a sua última máscara para cílios, jogue-a fora e invista em uma nova. O produto vencido pode conter germes que causam coceira, vermelhidão e até conjuntivite. A dica básica é ficar de olho no rótulo e na validade do cosmético.

Não passar da raiz às pontas

Ao aplicar o rímel, não penteie apenas o comprimento e a ponta dos fios. Comece posicionando o aplicador rente à raiz e deixe-a bem marcada – assim, seus cílios vão parecer maiores do que realmente são. Comece pelo canto interior e vá passando o produto em direção ao canto externo do olho.

Exagerar nos cílios inferiores

Para evitar um look muito pesado, prefira máscaras à prova d’água nos cílios inferiores e “encoste” suavemente o aplicador na raiz, apenas para “sujar” os fios. Tudo isso evita borrões e prolonga a fixação do produto.

Marie Claire

Beleza e Moda