Beleza e Moda

“Opulence”: a exuberância da ex-stripper Brooke Candy, nova aposta de Nicola Formichetti

Atualizado em: 05/05/2014

brooke-candy-opulance

A Diesel, em parceria com a produtora e ícone da noite nova-iorquina Susanne Bartsch, promoveu uma festa na noite do último domingo (27.04), em Nova York, para o lançamento de “Opulence”, novo clipe da stripper-que-virou-rapper Brooke Candy. O motivo de tal incentivo fashionista? É que Nicola Formichetti, diretor criativo da grife, assina o styling do vídeo dirigido pelo top fotógrafo Steven Klein.

Mas a história entre Formichetti e Brooke vai além do novo clipe. O estilista descobriu a excêntrica artista na internet ao assistir o clipe “Genesis”, da cantora de pop experimental Grimes, que tem a participação de Brooke. Desde então a adotou como sua nova queridinha. Prova disso é que, em outubro, Brooke foi protagonista da campanha de acessórios da Diesel e convidada para fazer uma performance na festa de lançamento da coleção em Tóquio. “Eu não estava procurando ninguém. Queria apenas focar na Diesel”, contou o estilista e ex-stylist de Lady Gaga ao “Style.com“. “Mas quando a vi, não pude resistir.”

Inspirado no documentário cult “Paris is Burning”, que retrata a cultura underground GLBT dos anos 1980, o clipe foi filmado no Brooklyn, em um galpão repleto de amigos da rapper, como uma turma de drag queens, uma mulher transgênero e vários homens gays. Diante disso, o figurino de “Opulence” não poderia ser nada menos que extravagante. Ele inclui cerca de 25 looks, como o trench coat de Gareth Pug, as incríveis máscaras de Alexis Bittar e, como era de se esperar, muitas peças de couro da Diesel cobertas de joias falsas.

Mesmo antes de trabalhar com Formichetti, Brooke já era dona de um visual bastante excêntrico, com direito a dreadlocks que iam até a panturrilha, biquínis de veludo, tênis de plataforma e muita, muita pele à mostra – uma escolha deliberada e independente, segundo Brooke, que se considera uma mulher feminista.

Brooke cresceu nos bastidores da indústria pornô norte-americana (seu pai trabalhava na revista “Hustler”) e primeiro se tornou conhecida na cena do rap, da noite e da moda underground de Los Angeles. O contrato com uma gravadora chegou apenas em 2014 – “Opulence” é seu primeiro trabalho sob o selo RCA. A música é daquelas que pegam e tem frases que traduzem o título: “You can’t afford, you can’t afford /I’m maxing out on Forbes list / Yo, I bet you never seen a black card, back off / Recognize opulence, opulence, opulence / I own everything baby”.

Ousada, polêmica e divertida, espere ainda ver – e ouvir – Brooke em looks supermontados, que devem mexer até com Lady Gaga.

+ Assista ao clipe “Opulence”, de Brooke Candy:

 

 

 

Fonte: FFW

Beleza e Moda