Beleza e Moda

Mudar: As estrelas adoram perucas e apliques

Atualizado em: 18/03/2013

perucas

Hoje com cabelos curtíssimos, amanhã com fios longos. Uma semana com franja, na outra semana, nem sinal dela. Mudanças de cabelos são rotineiras na vida de muitas celebridades, e se alguma vez você já se perguntou “como elas conseguem mudar tanto e tão rápido?” talvez não tenha imaginado que a resposta seja simples e esteja ao alcance de qualquer pessoa: perucas e apliques.

Seja para caracterizações em novelas, filmes e peças de teatro, ou para usar no dia a dia, celebridades, modelos e mulheres comuns cada vez mais recorrem às perucas e apliques para conquistar um novo visual rapidamente e sem o compromisso da mudança permanente.

“Não é como nos anos 1960, quando era comum que as mulheres tivessem um ou dois modelos de perucas em casa”, diz a cabeleireira Nilta Murcelli, proprietária da tradicional loja Nilta Perucas, que fica em na rua Augusta, em São Paulo. “Mas percebo um aumento da procura por perucas e apliques de uns seis anos para cá”. Segundo Nilta, muitas mulheres compram perucas idênticas aos fios naturais que têm, só pela praticidade de ter um cabelo penteado e bem arrumado dentro de uma caixa, pronto para ser colocado e ir à festa.

Para quem não quer algo tão radical como uma peruca inteira, os apliques e extensões são a solução. “Todos os dias existem mulheres que passam por nós com os cabelos maravilhosos, usando extensões e ninguém percebe”, conta o cabeleireiro Marcos Proença, que cuida dos fios de estrelas da televisão como Flávia Alessandra e Deborah Secco.

Proença diz que a procura por apliques e extensões em seu salão de beleza aumentou cerca de 60% nos últimos três anos. “Cada vez mais as pessoas estão interessadas em ter apliques. Não é todo mundo que tem coragem de cortar a franja, por exemplo, mas com um aplique você pode mudar o visual em segundos”, conta. As três técnicas favoritas de Proença para mudar os cabelos com rapidez são: apliques com presilha tic-tac, que podem ser colocados e tirados a qualquer momento; extensões costuradas ao cabelo, que duram de 20 a 30 dias; e fixado com queratina aos fios, que permanecem nos fios de dois meses e meio a três meses.

Victoria Ceridono, editora de beleza da revista Vogue, é adepta dos apliques: “Tenho um rabo de cavalo comprido, um mais curto e uma franja”, contabiliza. “Eu tinha o cabelo comprido, e quando cortei curtinho sentia falta de fazer um coque gordo, um rabo de cavalo, então comprei”. Dos três apliques que Victoria tem, apenas um é feito com cabelo natural, mas, segundo ela, os dois sintéticos enganam bem. “Às vezes não dá tempo de ir ao cabeleireiro, e com o aplique fica mais fácil fazer um penteado em casa”, conta.

Mas não adianta comprar a peruca ou o aplique e pensar que os problemas capilares acabaram. A peça também precisa de manutenção, como os fios naturais. “Se a mulher usa a peruca diariamente, precisa mandar lavar no salão pelo menos uma vez por semana”, aconselha Nilta. Sua loja é também um salão especializado, onde as perucas são cortadas, lavadas, penteadas e hidratadas.

A versatilidade das perucas e apliques tem seu preço. Nilta diz que uma peruca inteira de cabelo natural não custa menos de R$ 1200 em sua loja, e pode chegar até a R$ 8 mil – a apresentadora Xuxa usou uma peruca neste valor no filme “Xuxa em o Mistério de Feiurinha”. “Era uma peruca longa e loira. O preço varia de acordo com a quantidade de cabelo usado, comprimento e cor dos fios”. Para quem quer algo mais modesto, um aplique de franja feito com cabelo natural custa a partir de R$ 600.

Quer investir em um pedacinho de cabelo novo? O conselho de Proença é prestar muita atenção no tom: “O aplique tem que ser exatamente da mesma cor do cabelo natural. Uma das coisas mais feias quando o assunto é cabelo é o aplique de cor diferente dos fios naturais”.

*Com informações de The New York Times

Delas, Ligia Helena

Beleza e Moda