Beleza e Moda

Minimalistas ou maximalistas, conheça os bolos de casamento da vez

Atualizado em: 10/06/2014

bolos1

MINIMALISTAS

Dégradé
Criada na itália, Paola Puchetti estudou confeitaria nos estados unidos, mas foi em São Paulo, em 2009, que iniciou sua carreira como boleira na Sweet Carolina – The Art of Cake. O carro-chefe do ateliê são os bolos de massa de chocolate red velvet, supervermelha, sem uso de corantes. Para a Vogue Noiva, Paola apostou no bolo modern ruffle com um efeito de dégradé dourado. “Essa técnica de babado é relativamente nova. Os andares são recortados na diagonal já que as camadas não são retas. Um bolo desses leva um dia inteiro de trabalho só para ser montado.”

Bolo (quase) da vovó
Desde 2010, Gui Bomfim assina uma linha de pâtisserie francesa e doces e bolos que são, segundo ele, os tipos de bolo que gostava de comer quando criança: bem recheados e com massa macia e molhada. “Eu chamo esse bolo de chocolate de bolo ‘deuso’, e ele é vendido com esse nome mesmo. A massa é de devil’s cake, umedecida por uma calda de noz-moscada, intercalada por biscoito (pâte sablée) de chocolate, brigadeiro e ganache. A cobertura é de ganache feita com chocolate Valrhona. As orquídeas são naturais, cristalizadas com açúcar. Elas são presas no bolo já no local do evento, por serem bem delicadas”, explica o confeiteiro, que gosta de bolos de casamento menos enfeitados, com um toque rústico.

Torre Eiffel
Com mais de 150 anos de experiência na pâtisserie francesa, mas há apenas dois anos no Brasil, a Ladurée ainda pode ser considerada novidade nas festas do País. Para quem quer uma alternativa ao bolo de casamento, uma opção com tradição à altura são os centenários e mais famosos macarons do mundo. “A pirâmide é feita de macarons fixados em um cone, com decoração conforme o gosto do cliente. Há vários tamanhos, até 370 docinhos. Temos os sabores tradicionais, como caramelo com flor de sal, baunilha, café, chocolate, pistache, framboesa, coco, limão, rosas e alcaçuz, além dos sabores sazonais”, conta Marina Torre, uma das sócias da Ladurée no Brasil.

Bolos Maximalistas (Foto: Marcel Valvassori)

MAXIMALISTAS

Naked vestido
O desafio era elaborar uma versão bem enfeitada do bolo “pelado”, justamente o que desencadeou a moda dos bolos de casamento minimalistas. “Para a Vogue Noiva, criamos uma cascata com flores de biscuit e origami, para ficar bem diferente do naked cake convencional. A massa é de baunilha com recheio de ganache meio amargo e caramelo com flor de sal, sabor da trufa que é o carro-chefe da Sucrier. O legal é que as camadas ficam expostas e funcionam como decoração”, conta gabriela gotthilf, dona e confeiteira da Sucrier, aberta há quatro anos.

Nas alturas
“Pensei em um bolo grandioso e cheio de detalhes, para ficar à altura da Vogue. Escolhi um estilo clássico, com aplicação de flores de açúcar, glacê real, monograma, arabescos, guirlandas e laços. O sabor suave é fácil de agradar a todos, com massa de amêndoas, recheio de baba de moça e caramelo de flor de sal”, descreve Alessandra Tonisi, especialista em bolos com vários andares com flores e laços moldados em pasta americana.

Buquê de açúcar
As reproduções hiper-realistas de flores naturais feitas de açúcar fizeram a fama de Nelson Filho e de sua The King Cake, no mercado de casamento desde 2010. “Adoro bolo maximalista. Bem pensado, ele fica elegante e ainda desperta a atenção dos convidados, que vão descobrindo os detalhes aos poucos. O sabor deste bolo da foto é um clássico, com massa de amêndoas e recheio de doce de ovos e geleia de damasco. A cobertura e as flores são de açúcar. Escolhi vários tipos de orquídeas com cores diferentes, peônias, jasmins e liláses. A ideia é que pareçam de verdade mesmo.”

 

 

Fonte: Vogue

Beleza e Moda