Beleza e Moda

Mauerpark: cantar e comprar é só começar

Atualizado em: 18/09/2012

berlim_1

O conselho que dou aos meus amigos que querem visitar Berlim: não dá para vir para cá e não passar ao menos um fim de semana. Um dos motivos é a feira do Mauerpark, que só rola aos domingos. Mauer é “muro” em alemão, e o parque tem esse nome porque ficava bem na divisa entre Berlim Oriental e Ocidental. Ainda existe ali uma parte do Muro de Berlim. Hoje em dia ele não separa mais ninguém, felizmente. Está ali para servir de tela para artistas pintarem, desenharem e grafitarem… Mas mesmo quem não tem a habilidade pode simplesmente assinar seu nome e deixar um registro em um pedacinho importante da história da cidade.

Os comerciantes começam ali a montar suas barraquinhas logo pelas 9h da manhã. Tem de tudo: roupas novas e usadas, acessórios, móveis, utensílios para a casa, flores, comidinhas, bebidinhas, eletrônicos, câmeras antigas, como a Super 8…

O que eu acho mais curioso, no entanto, são os objetos cheios de histórias, como as medalhas do tempo da Guerra Fria, fotos e até álbuns inteiros de família, que sabe-se-lá como foram parar ali. Tem também broches das Olimpíadas de Munique e itens de decoração originais da Alemanha Oriental.

Na feirinha do Mauerpark, você vai encontrar coisas muito boas a preços acessíveis. Às vezes, roupas saem mais baratas do que em fast fashions. Minhas aquisições-orgulho? Uma calça jeans por € 2 (R$ 5,30), dois lenços por € 1 (R$ 2,60) 6 taças de champanhe por € 3 (R$ 7,90)… Tudo usado, é verdade. Mas em boas condições.

Anote essas dicas antes de se jogar nas barracas:

– Pechinche. Não precisa ter vergonha! Negociar faz parte da brincadeira e quase sempre dá para conseguir um descontinho, nem que seja € 1.

– Se você se apaixonou por algo, pechinche e compre. As peças ali são únicas e você pode perder a chance. Caso contrário, espere até o fim da feira quando os vendedores começam a abaixar ainda mais o preço para “queimar o estoque” e ficam ainda mais maleáveis com relação ao preço. Fique atenta aos gritos de “ein euro” (pronuncia-se “ain óirro”).

– Fique de olho nas barracas mais distantes da entrada do parque. Por ali ficam meninas iguais à gente que estão vendendo seus guarda-roupas. E, como não são vendedores profissionais, vendem a preços ainda mais justos.

Depois das comprinhas, vá ao karaokê a céu aberto. Ele abre às 15h e junta centenas de pessoas muito dispostas a aplaudir até a pior das apresentações. Os brasileiros fazem a festa cantando Ai Se Eu Te Pego (os gringos adooooram!). Ontem, vi a apresentação de um senhorzinho cantando My Way em alemão e, claro, fiquei com os olhos cheios de lágrimas (é meu ascendente em câncer, sabe?). Já foi ao Mauerpark? Já cantou no karaokê? Conta para a gente do Albergue Gloss nos comentários!

Gloss

Beleza e Moda