Beleza e Moda

“Eles não são culpados”: reviravolta no caso da dupla Dolce & Gabbana

Atualizado em: 27/03/2014

dc

Segundo informações da agência italiana AGI, a etiqueta parece ter dado o primeiro passo contra as acusações de sonegação de impostos de forma positiva, apesar de alguns dados financeiros da empresa ainda serem omitidos.

Este foi o primeiro episódio de defesa do caso que se iniciou em maio de 2013, no qual tanto Stefano Gabbana, quanto Domenico Dolce – e diversos funcionários da área financeira da label – foram condenados a prisão (no caso dos estilistas, 20 meses cada); além de uma multa avaliada em  € 400 milhões.

Na época, nove lojas da marca em Milão ficaram fechadas, depois que o prefeito da cidade, Giuliano Pisapia, afirmou que os designers não deveriam ser autorizados a mostrar suas criações em espaços comuns de Milão por conta dos supostos crimes.Gaetano Santamaria, um dos advogados que acompanha o caso afirma que “eles não são culpados”. Mesmo assim, o apelo continua e só deve ter o seu fim em 04.04.

 

Fonte: Vongue

Beleza e Moda