Beleza e Moda

Cinco aliados do combate à celulite

Atualizado em: 12/12/2012

celulite

 Os furinhos abomináveis localizados nas coxas e no bumbum estão com os dias contados. A batalha agora é pessoal. E quem determina a estratégia é você. As depressões que fazem a gente temer o teste do biquíni têm duas origens: genética e estilo de vida. Contra-ataque então com os tratamentos certos!

1. Tomar uma pílula mágica

· Arma personalizada: o comprimido da celulite, que causou alvoroço no 7º Congresso Internacional de Farmácia e Cosméticos, é um sonho. Precisa de prescrição médica.

· Mecanismo de ataque: à base de citrulil-arginina, ativa o metabolismo das células de gordura, fazendo com que sejam usadas como fonte de energia. "Você pode chupar uma ou duas ou jogar cinco delas na banheira e tomar banho como de costume", diz o farmacêutico Maurício Pupo, de Campinas (SP).

· Veredito: a pílula é 10 em praticidade. Mas deixe para tomar uma pela manhã e outra à noite, assim combate a celulite 24 horas por dia. Ou ingira antes de malhar ou jogue dentro da garrafa de água para tomar durante a ginástica.

2. Investir em tecnologia

· Arma personalizada: o novíssimo Triactive Plus. Bom mesmo é fazer de oito a dez, duas por semana.

· Mecanismo de ataque: o aparelho associa cinco tecnologias. O start é feito com o ultrassom, que quebra as células de gordura. Depois, a radiofrequência aquece, estimula o colágeno e compacta as células adiposas. Aí vem o laser de diodo para ativar a circulação. Por fim, é feita uma massagem para drenar a gordura que caiu no sangue.

· Veredito: agende a sessão para um horário em que você possa correr para a academia. "Para a gordura jogada na corrente sanguínea não voltar a ser estocada, é preciso queimá-la em até duas horas", diz Fernanda Sanchez, dermatologista do Rio de Janeiro.

3. Otimizar a movimentação

· Arma personalizada: massagem ortomolecular, que ameniza ondulações e reduz até 4 centímetros já na primeira sessão. São indicadas dez (até duas por semana).

· Mecanismo de ataque: a massagem, que dura cerca de 90 minutos, lembra uma drenagem linfática, a diferença é que é feita com produtos naturais vindos da França e com cafeína, óleos minerais, vitaminas e sal marinho. "Os ativos reequilibram o organismo, pois ativam a circulação da linfa e combatem a inflamação causada pela celulite", diz a dermatologista carioca Sara Bragança.

· Veredito: ótima forma de relaxar depois de um dia de trabalho. Para garantir a penetração e a ação do cosmético, espere duas horas para tomar banho e 48 horas para fazer outro tratamento.

4. Alisar sem sair de casa

· Arma personalizada: o recém-lançado Fluido Potencializador Crioterápico, da Flér, tem textura mousse, absorvida rapidamente.

· Mecanismo de ataque: sua ação é inspirada em uma técnica superusada em tratamentos. Chamada crioterapia, provoca um resfriamento brusco, forçando o organismo a acelerar o metabolismo para aquecer a região. "Ocorre uma vasodilatação, melhora da circulação e aumento do gasto calórico", diz Aline Santos, coordenadora técnica da marca. A estrela da fórmula é o lactato de mentila.

· Veredito: é válido se você aplicar o produto duas vezes por dia, sem massagem, para não aquecer a região. O resultado aparece após quatro semanas.

5. Turbinar a ginástica

· Arma personalizada: a coleção de verão RedTech, da Track & Field, bermuda ou  legging.

· Mecanismo de ataque: o tecido usado para confeccionar as roupas carrega a tecnologia Emana, que, usando o calor do próprio corpo (oba, você não precisa fazer nadinha!), ativa a circulação sanguínea, ameniza os furinhos causados pela celulite e aumenta a elasticidade da pele em 8%. Mas, para isso, é preciso usar a peça durante seis horas seguidas e por 30 dias consecutivos, pelo menos.

· Veredito: ótima opção para quem malha, já que o tecido ainda reduz até 35% do ácido lático no músculo, que é gerado pela atividade física e provoca fadiga e cãibra. Trate de abrir espaço no guarda-roupa.

Nova

Beleza e Moda