Beleza e Moda

Aprenda quatro drinques com cachaça para gringo (e brasileiro) beber

Atualizado em: 12/06/2014

polasdrinks

Há um tempo algumas cachaças subiram um patamar e são tratadas como um produto premium 100% nacional. Mas foi preciso que a Copa do Mundo chegasse ao Brasil para que bares e restaurantes estendessem as cartas de drinques com coquetéis à base da brasileirinha.

A cachaça orgânica Yaguara – produzida artesanalmente no interior do Paraná e destilada em pequenos lotes na Weber Haus, em Ivoti (RS) -, fez uma parceria com endereços top de São Paulo e do Rio de Janeiro para desmitificar a ligação da cachaça com a caipirinha.

Agora a Brasserie Des Arts serve o Soró, feito com Yaguara, abacaxi, hortelã, suco de limão, xarope de baunilha e água de coco. No hotspot dos descoladinhos da moda em São Paulo, o Chez Oscar, a carta da Copa conta com o Basil Smash (cachaça, manjericão e limão siciliano) e o Cherry Drake (cachaça, Cointreau, capim limão, suco de limão siciliano e suco de tangerina). Já o Bagatelle criou o Zagallo, com Yaguara, xarope de maçã verde, uva verde, dry Martini. Por fim, o Sky do Unique apostou numa caipirinha moderna, a Caipi-Copa, à base de maracujá, limão e pimenta dedo de moça.

No Rio, o restô chinês Mr. Lam serve o GurYa, feito om cachaça, Grand Marnier, xarope de uva roxa e soda, e o ZumbY Lam, que leva cachaça, Campari, vermute tinto e vinho do porto seco. No Meza Bar as novidades são o Chico Sour (cachaça, suco de limão siciliano, suco de limão Taiti e soda artesanal de capim limão) e a Terezinha (cachaça, suco de beterraba, banana e laranja e xarope de gengibre).

Se ficou com água na boca, copie as receitas e prove os drinques em casa! 

 

Fonte: Vogue

Beleza e Moda