Beleza e Moda

6 questões respondidas sobre a saúde das suas unhas

Atualizado em: 06/04/2015

unhas-problemas-saude

Você dá a atenção que suas unhas merecem e sabe como tratá-las bem? O Dr. Alberto Cordeiro, especialista em Dermatologia e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), nos orienta sobre as principais questões que envolvem a saúde de nossas unhas.

Se fizéssemos um raio-x e pudéssemos enxergar o que não vemos a olho nu, encontraríamos muita queratina em nossas unhas, o principal componente delas. Além desta informação, veja outras 6 questões relacionadas à saúde das nossas unhas respondidas pelo dermatologista Dr. Alberto Cordeiro:

1. Unhas podem evidenciar problemas de saúde. Quais os sinais mais comuns e o que eles significam?

As nossas unhas são um reflexo da saúde do nosso organismo. Unhas quebradiças podem significar carência nutricional (principalmente de ferro) ou alteração hormonal (diminuição do estrógeno) que acontece mais particularmente na menopausa. Estrias horizontais podem acontecer após uma doença aguda, de aparecimento súbito que ocasiona uma interrupção no crescimento da unha. Já as estrias verticais ou longitudinais podem estar ligadas a carências nutricionais ou problemas tireoideanos. A coloração da unha também deve ser levada em consideração – por exemplo, unhas violáceas podem estar associadas à má circulação corporal.

2. Quais os microorganismos mais comuns que habitam as unhas?

Os microorganismos que mais acometem as unhas são os fungos, causando a Onicomicose. É uma doença muito comum, mesmo em indivíduos saudáveis, mas acomete principalmente os diabéticos ou pacientes com doenças crônicas por causa da queda da imunidade. Esses fungos se alimentam da queratina da unha. As unhas dos pés são as mais afetadas por enfrentarem ambientes úmidos, escuros e quentes com maior frequência do que as mãos.

3. Como evitar aqueles microorganismos maléficos às unhas?

Para evitar os fungos nas unhas é preciso lavar pés e mãos diariamente. Após o banho, secar intensamente estes locais é de extrema importância. Quando a dona de casa for lavar a louça é prudente o uso de luvas para evitar o contato da água constante com a mão. Os fungos gostam de locais úmidos e quentes. Assim, calçados leves e com ventilação (arejados) evitam também o crescimento deles. A esterilização de alicates e cortadores de unha também é necessária. Estes equipamentos devem ser de uso pessoal ou passar por um processo rigoroso de esterilização.

4. Há algum microorganismo que desempenhe funções positivas para as unhas?

Sim. Os lactobacilos ou probióticos ajudam na absorção de vitaminas e minerais pelo intestino e fortalecem o sistema imunológico. Desta forma nossa pele, unhas e cabelos ficam mais fortes, bonitos e saudáveis.

5. Que tipo de esmalte é o mais indicado? 

Antes de passar esmalte com cor, use uma base impermeabilizante. As cores do esmalte podem amarelar as unhas (principalmente as escuras). Assim a base impede esta alteração de cor. Também prefira sempre esmaltes hipoalergênicos. Reveze cores claras e escuras, mas prefira as claras. Antes de visitar a manicure, é importante checar se o local conta com um bom sistema de esterilização de materiais.

6. Quais práticas diárias ajudam a conservar nossas unhas saudáveis e limpas?

 

1) Higienização adequada

Evitar umidade

Evitar calçados quentes e fechados

Evitar acúmulo de sujeiras nas unhas

Em caso de rachaduras, fissuras ou ferimentos, tratá-los adequadamente pois estes são portas de entrada parar microorganismos maléficos

Usar alicates e cortadores próprios ou bem esterilizados

2) Alimentação balanceada, rica em vitaminas e minerais

3) Beber bastante líquido

4) Hidratação das unhas – cremes de uso corporal.

5) Hidratação das cutículas

Fonte: Da Redação com MdeMulher

Beleza e Moda